Êta faro de gol!

 

Hat-Trick de Cristiano Ronaldo (Reuters)

Real Madrid e Barcelona são indiscutívelmente os dois grandes times espanhóis. Na 12ª rodada da Liga BBVA, essas duas equipes, somando seus jogos, fizeram 13 gols. Muita coisa. Começamos falando dos Merengues, que receberam a oscilante equipe do Athletic de Bilbao e simplesmente atropelaram. O time basco não vence o Real em Madrid desde fevereiro de 2005.

 

Suspenso, Mourinho teve de ficar no meio do "povão" (EFE)

José Mourinho montou o Real Madrid no seu tradicional 4-3-2-1, com Casillas no gol; Sérgio Ramos, Pepe, Carvalho e Marcelo; Alonso e Khedira eram os volantes; Dí Maria na direita, Ronaldo na esquerda e Özil por dentro; Higuaín era o centro-avante. Já o Athletic entrou no mesmo esquema, com Iraizoz; Iraola, San José, Ustaritz e Amorebieta na zaga; Orbaiz e Javi Martínez mais à frente; Susaeta na direita, Gabilondo na esquerda e Muniain por dentro; no ataque o artilheiro Llorente. O grande destaque do jogo foi Cristiano Ronaldo. O gajo português anotou três gols. Um na primeira etapa, com um sutil toque no canto de Iraizoz, o mesmo goleiro engoliu um frangaço do próprio Ronaldo em cobrança de falta na etapa final e ainda viu o português marcar outro de pênalti. Higuaín e Sérgio Ramos fizeram outros dois. O gol do Athletic foi anotado pelo artilheiro Llorente. Não assisti a peleja, mas as estatísticas mostram um jogo aberto, com 30 finalizações (16 do Real, 14 do Bilbao). Com o resultado, o Real Madrid chega aos 32 pontos e lidera a Liga BBVA. O Athletic segue com sua campanha morna: 10º lugar com 16 pontos.

 

Messi também fez três gols (AP)

Mais avassalador que o Real Madrid, só o Barcelona. O time catalão mais que goleou e até que atropelou, simplesmente humilhou o Almería no Juegos Mediterrâneos. A primeira etapa do Barcelona foi  simplesmente assustadora. Em 35 minutos, 5×0, um gol à cada sete minutos. Messi fez o primeiro e o quinto, Iniesta o segunda, contra, Acasiete fez o terceiro e Pedro fez o quarto. A etapa final foi mera formalidade. Bojan fez dois e Messi completou. Pobre, Diego Alves. Goleiro brasileiro e promissor, mas viu suas redes balançarem oito vezes. O artilheiro do jogo foi Messi, com três gols, mas o verdadeiro artilheiro, Villa, não fez nenhum, mas não foi uma partida ruim do atacante, ele participou de alguns gols. O Barcelona está na 2ª colocação, com 31 pontos, enquanto o Almería é o vice-lanterna com 9 pontos e Juan Manoel Lillo foi demitido. E na próxima segunda feira, dia 29, tem o Superclássico, Barcelona x Real Madrid. Aqui no blog, farei um acompanhamento especial desse clássico.

 

Retrancado, Valencia arranjou o empate (Reuters)

Villarreal e Valencia fizeram o confronto direto de equipes que querem figurar na próxima Champions League. Ao invés de vermos um jogo aberto, vimos uma partida muito truncada. Unay Emery escalou o Valencia num esquema pouco visto recentemente: 5-4-1. O Villarreal não conseguiu furar essa retranca. Com esse esquema defensivo, era de se esperar os Ches jogando no contra-ataque, assim saiu o gol do Valencia, com Aduríz, com assistência de Joaquín. Os Submarino Amarelo foi com tudo para cima buscando o empate, e ele veio, com Giuseppe Rossi. O empate não foi tão ruim pro Villarreal, que permanece na 3ª colocação com 24 pontos, três ácima do primeiro time fora do G4, justamente o Valencia. Pros Ches o resultado foi ruim.

Menção Honrosa! Dessa rodada vai pro Espanyol. Rival local do Barcelona, os Periquitos venceram o Hércules por 3×0 e estão no G4. 4º lugar com 22 pontos.

E nessa rodada…

Deportivo 3-0 Málaga
Osasuna 1-0 Sporting
Levante 3-1 Racing
Sevilla 1-2 Mallorca
R. Sociedad 2-4 Atlético

E amanhã…

Getafe x Zaragoza

 

Rennes com bela campanha

Na França, não deu pro pequenino Brest. O SB29 era líder da Ligue One, mas teve um bocadinho de sorte, pois ficou duas rodadas sem vencer, mas permaneceu líder. Mas nesta 14ª rodada não deu. O time foi até Rennes pegar a equipe local, mas perdeu, tanto o jogo quanto a liderança. O Rennes segue com sua boa campanha.

 

Frédéric Antonetti contente com o seu Rennes

Jogando diante de seu torcedor, o Rennes entrou com o tradicional, mas ofensivo esquema 4-3-3. Douchez no gol; Danzé, Fanni, Kana-Biyk e Théophile-Catherine na zaga; Doumbia no centro, M’Villa pela direita e Dalmat pela esquerda; no ataque Kembo Ekoko pela direita, Marveaux pela esquerda e Montaño como centro-avante. O Brest entrou no 4-2-3-1. Elana no gol; Baysse, Apanga, Kantari e Daf na defesa; Licka e Ewolo à frente da zaga; Poyet na direita, Lesoimier na esquerda e Grougi por dentro; Roux como centro-avante. O Rennes saiu na frente num erro de saída de bola do time do Brest. Théophile-Catherine tinha a bola dominada e perdeu a bola para Kembo-Ekoko, que carregou e finalizou bonito, no ângulo, belo gol. Na etapa final, Leroy recebeu de Montaño e de direita mandou pro fundo das redes. O gol de honra veio nos descontos do árbitro, com Grougi, cobrando pênalti. Não deu pro Brest, que cai da primeira para a sexta colocação, com 22 pontos. Na 4ª colocação, ocupando a vaga que dá direito a disputa da Liga Europa, vem o Rennes, com 23 pontos.

 

Hazard e Obraniak decisivos

O Brest perdeu a ponta. Azar o dele e sorte do Lille, que venceu o Mônaco e é o líder. Les Dogues e ASM entraram com o mesmo esquema (4-2-3-1). No Lille, Landreau no gol; Debuchy, Rami, Rozehnal e Emerson na defesa; Mavuba e Cabaye são os volantes; Frau por dentro, Gervinho na direita e Hazard na esquerda; Sow era o centro-avante. Já o Mônaco, entrou com Ruffier no gol; Adriano, Puygrenier, Hansson e Bonnart na zaga; Mendy e Mangani como volantes; Gosso armando, Aubameyang na direita e Buot na esquerda; Niculae era o centro avante. O Lille abriu o placar numa bela jogada. Hazard tocou de calcanhar para Frau, que finalizou forte, o goleiro Ruffier caiu esquisito e aceitou. Gosto muito do goleiro Ruffier, considero um dos melhores goleiros do futebol francês, mas acabou falhando neste lance. Só que um gol com as marcas do futebol brasileiro quase atrapalhou os planos do Lille. Após cobrança de falta para dentro da grande área, a zaga afastou mal, cortou para trás e o defensor brasileiro Adriano, de bicicleta mandou para as redes. Golaço do brasileiro, que fez seu primeiro gol com a camisa do Mônaco no Campeonato Francês, desde 2007. Só que a solução veio do banco. Seis minutos após entrar no lugar de Gervinho, Obraniak fez o gol da vitória. O Lille chega a 24 pontos e nos critérios de desempate é o líder da Ligue One. O Mônaco segue com sua campanha vexatória. É o 17º colocado com 14 pontos, uma posição acima da zona de rebaixamento.

 

Giroud sai do banco para decidir (AFP)

Foi épico! O Montpellier, time sensação da temporada passada, perdeu para essa temporada, jogadores importantes, como Tino Costa e Montaño, mas isso não é motivo para desânimo. Os comandados de René Girard conseguiram um gol importante aos 38 minutos do segundo tempo e dividem a liderança da Ligue One. A jogada do gol da vitória fora de casa sobre o Nice vieram de duas mexidas do técnico Girard. Aos 36′ Estrada entrou no lugar de Sablé e foi ele quem cruzou para Giroud, que entrou aos 30′ no lugar de Ljuboja, completar de cabeça. O Montpellier está na 2ª colocação, com os mesmos 24 pontos do líder Lille, mas com o saldo de +1, não lidera. O Nice é o 15º colocado com 16 pontos, dois ácima da zona de rebaixamento.

– A dupla PSG e OM segue bem na tabela da Ligue One. Os rivais venceram nesta rodada e ambos figuram entre os cinco primeiros. O time de Paris venceu o Caen. Na primeira etapa, Hoarau, em uma de suas especialidades, a cabeçada, que foi certeira, abriu o placar. Na etapa final, Erding recebeu um lançamento longo, longo, mas muito longo, driblou Thébaux e mandou para as redes. O Caen descontou com quem? Ele mesmo, El-Arabi, artilheiro da Ligue One, com 11 gols. Só para ter ideia, o Caen fez 16 gols na temporada inteira, 11 do El-Arabi. O PSG está na 3ª colocação com 23 pontos, enquanto o Caen está na 18ª colocação, na zona de rebaixamento com 14 pontos. Já o Marseille venceu a declinante equipe do Toulouse e o único gol foi anotado por Ayew, de cabeça, aproveitando cruzamento de Azpilicueta, que faz bela temporada. O gol foi aos 43 minutos da etapa final, isso que aos 10′ da mesma etapa, Taiwo perdeu um pênalti. O Marseille sobe para a 5ª colocação com 22 pontos, voltando a vencer após dois jogos, já o Toulouse está na 13ª colocação com 18 pontos, completando quatro jogos sem vencer.

Menção Honrosa! Para os tradicionais Bordeaux e Lyon, que começaram mal, mas estão se recuperando. O Girondins venceu o Arles por 4×2, três gols de Modeste. São quatro jogos sem derrota do Bordeaux. O OL venceu o Lens de virada por 3×1, com dois gols de Gomis. O Lyon está há sete rodadas sem perder.

E ainda nesta rodada…

AS Nancy Lorraine 2 – 0 Valenciennes FC
AS Saint-Etienne 1 – 1 AJ Auxerre
FC Sochaux Montbéliard 2 – 0 FC Lorient

E a Classements

1 LOSC Lille Métropole +8 24
2 Montpellier Hérault SC +1 24
3 Paris Saint-Germain +8 23
4 Stade Rennais FC +7 23
5 Olympique de Marseille +7 22
6 Stade Brestois 29 +4 22
7 Girondins de Bordeaux +3 22
8 Olympique Lyonnais +2 22
9 AJ Auxerre +4 19
10 AS Saint-Etienne +2 19
11 FC Sochaux Montbéliard +4 18
12 FC Lorient -1 18
13 Toulouse FC -1 18
14 AS Nancy Lorraine -8 17
15 OGC Nice -5 16
16 Valenciennes FC -1 15
17 AS Monaco FC +1 14
18 SM Caen -6 14
19 RC Lens -9 14
20 AC Arles Avignon -20 6
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s