Precisava desse sufoco?

 

Walcott fez o gol do alívio (Reuters)

O Arsenal corria risco de ser eliminado da Champions League. A chance era pequena, mas durante algum tempo passou a ser uma chance real. A seguinte combinação devia acontecer: Os Gunners tinham de tropeçar contra o já eliminado Partizan em casa e o Braga vencer o Shakhtar na Ucrânia. Durante um pedaço do segundo tempo, o Braga ficou a um gol da vaga.

Van Persie abriu o placar (AP)

E teve mala branca pro Partizan? Hehe. Acredito que não, mas vai que teve uma mala portuguesa pros sérvios? Isso porque a partida foi complicada pro Arsenal. O primeiro gol do jogo só saiu aos 30 minutos da primeira etapa e foi de pênalti. Song tocou para Van Persie, que foi derrubado na grande área. O próprio Van Persie converteu. Na etapa final, o Partizan precisou de um chute para transformar a calma londrina em nervosismo. O brasileiro Cléo recebeu com espaços na entrada da área e finalizou, a bola desviou e entrou. O Braga empatava em 0x0 com o Shakhtar, caso conseguisse abrir o placar, poderia se classificar. O Arsenal começou a pressionar e aos 28 minutos, Theo Walcott fez o gol da ressurreição. Minutos depois, Samir Nasri fez o gol que matou o Partizan e o Braga de uma vez só e garantiu os Gunners nas oitavas-de-final, só que na segunda colocação. O Partizan acabou em último, com a regular campanha de 6 jogos 6 derrotas.

Pelo outro jogo do grupo, o Shakhtar Donetsk utilizou o ‘fator campo’ para bater o Braga e confirmar a histórica primeira colocação. Os gols do time ucraniano só saíram na etapa final, com Rat, num chute cruzado e Luís Adriano, aproveitando cruzamento da esquerda. O Shakhtar Donetsk termina a fase de grupos da Champions League com 15 pontos, na liderança, já o Braga termina em 3º, com 9 pontos e vai pra Liga Europa.

Grupo H
Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Shakhtar 15 6 5 0 1 12 6 6
2 Arsenal 12 6 4 0 2 18 7 11
3 Braga 9 6 3 0 3 5 11 -6
4 Partizan 0 6 0 0 6 2 13 -11

Ajax surpreende Milan no San Siro (AFP)

Agora pulamos pro Grupo G, onde somente a vaga na Liga Europa não estava definida. Essa vaga foi para o Ajax, que não se intimidou com o San Siro e bateu o Milan. Os dois gols foram de fora de área e tiveram participação de Suárez. No primeiro gol, ele tocou para De Jong, que finalizou travado e na sobra, De Zeuw marcou. No segundo gol, o uruguaio tocou para a forte finalização de Alderweireld, que fez o segundo. O Ajax chegou a 7 pontos, na 3ª colocação e vai pra Liga Europa. O Ajax vendeu caro a derrota pro Auxerre fora de casa. Se pelo menos empatasse, se classificaria, pois no confronto direto com o Milan, venceria. O Rossonero completa a fase de grupos na 2ª colocação com 8 pontos.

Pelo mesmo grupo, o Real Madrid atropelou o Auxerre, com show de Karim Benzema. O francês fez três gols e lembrou os velhos tempos de Lyon. O terceiro gol foi em uma infelicidade de Sorín, ele foi sair jogando e tocou nos pés de Benzema. Foi uma infelicidade, pois ele é muito bom goleiro. No intervalo entre o 1º e o 3º gol, o português Cristiano Ronaldo fez o segundo gol. O Real termina a fase de grupos com 16 pontos em 18 disputados, já o Auxerre terminou em último com três pontos.

Grupo G
Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Real Madrid 16 6 5 1 0 15 2 13
2 Milan 8 6 2 2 2 7 7 0
3 Ajax 7 6 2 1 3 6 10 -4
4 Auxerre 3 6 1 0 5 3 12 -9

Didier Drogba retornou ao Velodrome

Vou poupar palavras para falar do grupo F, porque todas as colocações já estavam definidas. Os Blues se deram ao luxo de perder pro OM, 1×0, gol brasileiro, gol de Brandão. O grande destaque do jogo foi o retorno de Didier Drogba ao Velodrome, ele é ex-jogador do Marseille. Os franceses terminam em 2º com 12 pontos e os ingleses em primeiro com 15. Pelo mesmo grupo, mais uma derrota do Zilina, o lanterninha do grupo, essa em casa, 2×1 diante do Spartak. Majtan marcou pros eslovácos, os brasileiros Alex e Ibson marcaram pro time russo. O Spartak acabou com 9 pontos, na 3ª colocação, o Zilina terminou em último, sem nenhum ponto com singelos 19 gols sofridos.

Grupo F
Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Chelsea 15 6 5 0 1 14 4 10
2 Marseille 12 6 4 0 2 12 3 9
3 Spart. Moscow 9 6 3 0 3 7 10 -3
4 Zilina 0 6 0 0 6 3 19 -16

Borriello decisivo (AP)

Para fechar, vamos falar da Roma, que ficou no empate fora de casa, mesmo assim, se classificou para o mata-mata da Champions League. Os Giallorossi saíram na frente aos 21 minutos da etapa inicial, na escapada de Borriello, que disparou sozinho e tocou na saída do goleiro. A Roma vencia até aos 43 minutos do segundo tempo, até que Traoré de cabeça deixou tudo igual. O time italiano completa a fase de grupos com 10 pontos, na 2ª colocação, já o Cluj terminou em último com 4 pontos.

Em Munich, o Bayern seguiu com sua campanha quase perfeita e bateu o Basel na Alianz Arena, estragando o sonho dos suíços de ir para o mata-mata. O destaque da partida foi Ribéry com dois gols, mas nos dois tentos, as jogadas individuais dos companheiros devem ganhar destaque. No primeiro gol, Contento evitou a saída da bola com um jogo de corpo no adversário, depois o lateral tocou para trás e Ribéry completou. Mais tarde, Müller arrancou pela direita, entrou na área e tocou para o francês completar. O outro gol da partida foi de Tymoshchuk. O Bayern completa a fase de grupos na liderança, com 15 pontos, o Basel em 3º com 6 pontos e vai pra Liga Europa.

Grupo E
Pos Time P J V E D GP GC SG
1 Bayern 15 6 5 0 1 16 6 10
2 Roma 10 6 3 1 2 10 11 -1
3 Basel 6 6 2 0 4 8 11 -3
4 Cluj 4 6 1 1 4 6 12 -6
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s