Amor eterno?

 

Leonardo foi ídolo do Milan...mas como treinador não agradou

Foram cinco anos como jogador, mais de 90 jogos pelo time, mais de sete anos como dirigente e ainda um ano como treinador, fora as juras de amor eterno ao Milan. Esse é Leonardo.

Quem conhece um pouquinho da história de Leonardo com o Milan dificilmente poderia apostar que no dia 24 de dezembro de 2010 ele se tornaria o primeiro técnico brasileiro da Internazionale de Milão, grande rival do Rossonero.

Não sei se caracteriza uma “traição”. Creio que não. Traição seria se o Leonardo tivesse saído na boa do Milan, como se tudo fossem rosas, arco-íris e pássaros cantando alegremente. Mas não foi nada disso. A passagem dele pelo Milan foi boa. Ele tinha em mãos, um elenco escasso e envelhecido e levou a equipe a um 3º lugar no Calcio e as oitavas-de-final, nada além do que se esperava do elenco milanista. Mas acontece que torcedor não olha simplesmente “elenco”, e sim camisa, tradição, história, e isso pesou para a queda de Leonardo. Aliás, teve outro “pequeno motivo” que acarretou na queda do brasileiro, a briga que teve com Silvio Berlusconi, dono do time. Segundo o próprio Leonardo, ambos são incompatíveis.

Mas deixando o Milan de lado e chegando a Inter, Leonardo terá de ter a noção do peso que terá de carregar. Após os primeiros jogos, ele será comparado várias vezes com os antecessores dele no cargo de treinador da Inter, Rafa Benítez e principalmente José Mourinho. Ele terá de fazer melhor que o espanhol e equiparar sua equipe ao nível apresentado no comando português. Uma dura missão, mais pelo segundo objetivo do que pelo primeiro. Leonardo tem de ter a consciência de que pegar uma Inter, atual campeã européia e italiana, mas que vem jogando mal, é mais dificil do que pegar um Milan envelhecido, decadente e em busca incessante por títulos.

Agora a dúvida fica: O que será mais difícil, levar a Inter ao caminho do bom futebol, ou sair da sombra de Mourinho?

2 respostas em “Amor eterno?

  1. Eduardo,
    Parabéns pelo blog, muito interessante! Tive conhecimento dele através do Michel Costa (A4L) e, a partir de agora, vou me tornar leitor assíduo!
    Quanto ao Leonardo, concordo com você inteiramente, tanto no tocante a não ser uma traição sua ida para a Inter como, também, que efetivamente sua carreira de treinador vai começar é agora, vez que no Milan ele contava com as benesses de ter sido ídolo do clube.
    Abraços,

  2. Eduardo belo blog estou orgulhoso de fazer parte dele com uma coluna sobre o futebol portugues.E Leonardo vai ter que trabalhar muito e receber reforços pra fazer essa Inter decolar e isso vai ser bem dificil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s