Dois dias depois…

Após jogarem no domingo, vários times voltaram a campo na terça-feira

E seguimos com as incansáveis maratonas de jogos na Inglaterra. Onze equipes que entraram em campo no domingo (26) tiveram de encarar mais uma partidinha, simplesmente dois dias depois, na terça (28). Alguns tiveram que percorrer distâncias relativamente longas – como o Newcastle, que teve de percorrer 470 quilômetros até Londres -, outras nem saíram de seu lugar, como o West Ham, que permaneceu em Londres.

Lee Bowyer salvou o Birmingham nos acréscimos (AFP)

Começamos falando do Manchester United, que teve de ir do noroeste da Inglaterra e ir pro centro do país enfrentar o Birmingham, para tentar manter a ponta, coisa que não foi totalmente possível. Após um primeiro tempo morno, de muitos erros de passe e poucas emoções, os Red Devils abriram o placar no segundo tempo, com Dimitar Berbatov, que tabelou com Gibson e mandou para as redes. Foi o 13º gol do búlgaro na Premier League. O Manchester tinha a partida em mãos. Trocava passes, marcava forte e o Birmingham só tinha forças para jogar a bola na área, coisa que nem sempre dava certo. Uma hora deu, e nessa hora, Zigic escorou e Bowyer marcou. Só que o gol foi irregular. O atacante sérvio dos Blues ajeitou a bola com a mão para a finalização de Bowyer. Fora ainda ter havido uma possível falta do próprio Zigic em Ferdinand. Eu não daria, achei que o contato dos dois foi quando o atacante já estava no ar, mas não seria nada de outro mundo ser marcada a falta.

Mas a história que ficará é que o Manchester fica na liderança, mas sem a tranquilidade que a vitória lhe daria. Os Red Devils ocupam a liderança, mas com os mesmos 38 pontos do Manchester City e só vencem nos critérios de desempate. O empate foi lucrativo pro Birmingham, que chega a 19 pontos e deixa a zona de rebaixamento. Os Blues ocupam agora a (ainda incômoda) 16ª colocação.

O Manchester City saiu de Newcastle, no norte da Inglaterra com três pontos e voltou para o noroete inglês, sua casa e conquistou mais três pontos. Hoje os Citizens venceram o Aston Villa com facilidade, 4×0. O destaque do jogo foi “o homem que só vê a sua frente Lionel Messi”, Mário Balotelli. O italiano anotou três gols, sendo dois de pênalti. O quarto gol foi do defensor Lescott. O Manchester City, mesmo tendo sofrido alguns tropeços desnecessários, não desgruda dos líderes e está na segunda colocação, com os mesmos 38 pontos do rival e líder Manchester United. Já os Villans seguem em péssima situação. Estão na 15ª colocação, com 20 pontos e próximos da zona de rebaixamento.

Lennon abriu o placar pros Spurs (Getty Images)

O Tottenham deixou o centro da Inglaterra e migrou para sua ‘terra natal’, em Londres, onde recebeu o Newcastle, que saiu do norte do país, tendo de percorrer cerca de 470 quilômetros pro duelo de hoje. E essa distância foi percorrida em vão pelos Magpies, que perderam de novo – terceira em cinco jogos e segunda consecutiva -, nona na competição. Os gols dos Spurs foram marcados na etapa final, pelo Aaron “Ligeirinho” Lennon e Gareth “Papa-Léguas” Bale, ambos em suas jogadas características, jogadas velozes e finalizações cruzadas.

O Tottenham está no G4, ultrapassaram o Chelsea – são 33 pontos contra 31. O Newcastle segue com sua campanha irregular – 13º lugar, com 22 pontos – e tem de tomar cuidado para não começar a encostar na parte debaixo da tabela.

Agora pulamos pra parte debaixo da tabela, onde o Fulham pegou estrada até Stoke-on-Trent pegar o Stoke e conseguir grande vitória. Com dez minutos de jogo, Baird decidiu, com dois gols, um aos 4 minutos e outro aos 10′. Antes do jogo de hoje, Baird, que joga no Fulham desde 2007, só tinha um gol na Liga e termina com três.

Mas o que importa pros Cottagers é que eles deixam a zona de rebaixamento, chegam a 19 pontos, na 17ª colocação. Vitória que dá um pouco de sustentação ao técnico Mark Hughes. O Stoke segue em sua zona intermediária – 10ª colocação, com 24 pontos – e por lá deve permanecer, vai se firmando cada vez mais na Premier League.

Se o Fulham se deu bem, o mesmo não se pode dizer do West Ham, que tropeçou no Upton Park, diante do Everton, que teve de percorrer cerca de 350 quilômetros para essa partida. Os Toffes deram uma forcinha pros Hammers, com um gol de contra de Hibbert, mas Coleman marcou à favor e fechou no 1×1. O Everton está na 11ª colocação com 22 pontos, enquanto o West Ham permanece na vice-lanterna, com 17 pontos.

Outros Resultados

Sunderland 0x2 Blackpool
WBA 1×3 Blackburn

Amanhã

Arsenal x Wigan
Chelsea x Bolton
Liverpool x Wolves

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s