Faz 12 anos e a história segue se repetindo

Agüero, com número superiores a de Fernando Torres, não tirou o Atlético da fila (EFE)

No dia 30 de outubro de 1999, o Atlético de Madrid ia até o Santiago Bernabéu e vencia o grande derby de Madrid, contra o Real, 3×1. O atacante Hasselbaink foi o grande nome do jogo. Ele anotou dois dos três gols e foi o herói da vitória do Atlético.

Mal saberia o torcedor Colchonero que ao fim da temporada, o time  seria rebaixado, com Hasselbaink, grande ídolo e artilheiro do time, perdendo um pênalti na antepenúltima rodada contra o Oviedo, em partida que acabou 2×2. Nesse jogo, o Atlético saiu perdendo por 2×0, buscou o empate e Hasselbaink perdeu um pênalti no final. Os Colchoneros foram rebaixados nesse jogo. Para piorar ainda mais essa história, o torcedor do Atlético de Madrid teria de conviver com uma dura dor de cabeça, uma dor de cabeça que dura 12 anos.

Pois é, aquela vitória no Bernabéu, com dois gols de Hasselbaink e um de José Mari seria a última durante doze anos e contando.

Nesse meio tempo, o Atlético passou dois anos na segunda divisão, voltou e seguiu sendo derrotado pelo Real Madrid e sina dos “pupas” voltava. Para serviço de informação, na Espanha costumam chamar de “pupas”, um time meio azarado, meio bobo, aquele famoso time que acha que vai ganhar, mas só passa vergonha.

Só que nos últimos anos a história tem sido até pior e realmente relembrando a trágica época dos pupas. Os derbys se iniciavam, o Atlético ia para cima e dava a impressão de que poderia vencer o grande rival e em dois contra-ataques, sofre dois gols do Real e vê a vitória salvadora ir pro espaço.

Daquele jogo para cá, 21 derbys foram realizados e foram 15 vitórias Merengues e 6 empates.

"Lá vem o Atlético pro ataque e...gol do Real Madrid!" (EFE)

Esse duelo se repetiu hoje e a mesma história segue interminável pro torcedor colchonero. O Atlético era empurrado 53 mil torcedores – descontar um pouquinho pra lado do Real – que lotavam o Vicente Calderón e nesse embalo começou melhor a partida, criava as melhores chances e obrigava Casillas a trabalhar. Mas na segunda subida ao ataque do time adversário, Khedira deixava Benzema na cara de De Gea e o francês fez 1×0.

Remontada Colchonera. O Atlético se reergueu e foi pra cima, mantia o ritmo e sufocava o Real Madrid. Só que em outro lance que se iniciou com Khedira e que ainda passou pelos pés de Özil e Marcelo, o time Merengue aumentava a contagem com Özil.

Chegava a etapa final. Nova motivação e mais ataques a meta adversária, obrigando Casillas a trabalhar, mas aos poucos a força acabava. O jogo ficou num marasmo dos 15 minutos até aos 40 minutos, quando do nada, o Atlético descontou com Agüero. Aí voltava a velha história. “Ainda dá”, “vamos empatar e virar”, “vamú qui vamú” e nada, 2×2.

Só um ponto a acrescentar: Com esse gol, Agüero chega a marca de 92 gols com a camisa do Atlético de Madrid, superando Fernando Torres, que fez 91.

Desconsolados é pouco.... (Mundo Deportivo)

Uma coisa pode ser dita, o Atlético é freguês do Real Madrid. São 21 jogos sem vitória sobre o grande rival. Quem paga o maior preço é o torcedor, que vê o Real conquistar títulos, trazer grandes estrelas e sempre vencer seu time, que em contrapartida traz jogadores medianos, não ganha nada e volta e meia se vê obrigado a jogar a segunda divisão.

Nesse meio tempo de 21 anos, o torcedor colchonero viu, por exemplo, seu time tomar 3, 4 do Real em casa, perder por placares apertados e ainda viu em uma infinidade de vezes, o Atlético sair na frente no marcador e levar a virada. É até difícil falar que “logo esse tabú cai”, porque a gente não sabe. Num futebol como o espanhol, que tem se minimizado a Real Madrid e Barcelona, falar que um time que nos últimos anos tem se tornado mediano vai bater após 21 anos – e contando – um time gigantesco é complicado. O torcedor do Atlético que se prepare, porque se a carruagem manter esse caminho, ele vai sofrer por muitos e muitos anos. Essa história parece mesmo ser interminável!

Só alguns pontos sobre o jogo de hoje:

*O árbitro Teixeira Vitienes foi muito mal. Deixou o pau comer, distribuiu poucos cartões, quando seria necessário um número maior de distribuições devido as várias entradas duras dos dois lados e foi muito confuso em suas marcações;

*Mourinho mostra que as estrelas o respeitam: No lance do segundo gol, teria acontecido um pênalti em Cristiano Ronaldo antes da bola chegar em Marcelo, o português foi reclamar e viu Mourinho mandar ele se calar, como você pode ver na imagem abaixo;

Xiiiiiii

*Ainda sobre essa história do Mourinho: Cristiano Ronaldo estava sendo substituído e saia lentamente, o técnico português foi focalizado mandando o seu meia-atacante correr, foi o que ele fez;

*Nota triste para a torcida do Atlético de Madrid: Durante a substituição de Cristiano Ronaldo, eles falavam “Cristiano muérete”. Malandro, o português pediu para eles falarem mais alto. Isso fica como uma imagem negativa da torcida. O outro fato foi que a mesma torcida colchonera insultou Marcelo de forma racista. Ainda bem que o brasileiro aparentemente levou na boa, pois ele foi focalizado rindo durante as ofensas.

*José Mourinho destacou isso na entrevista coletiva, dizendo que “os torcedores do Atlético deveriam respeitar mais os jogadores”;

*Se eu fosse maldoso, diria que uma torcida que apela assim para ofender os adversários, merece ficar nessa fila, mas como não sou maldoso…

Sobre La Liga, o Real Madrid segue 5 pontos atrás do Barcelona, que hoje bateu o Getafe por 2×1. O time da capital espanhola ainda segue dependendo de um tropeço catalão e a vitória no confronto direto.

(Veja agora o vídeo da última vitória do Atlético sobre o Real Madrid)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s