h1

Temos um campeonato?

20 de março de 2011

E agora, Barrios? (Getty Images)

Era uma rodada decisiva na Bundesliga.

O Borussia Dortmund, que só tinha perdido em casa na primeira rodada, recebia o Mainz, que fora de casa somou 15 dos últimos 30 pontos disputados, time que tem a 3ª melhor campanha como visitante. Rodada prejudicial, se levar em conta que o Bayer Leverkusen, grande adversário do BVB, recebia o Schalke, time com campanha ruim.

Pois é, pelo jeito o campeonato ganha nova graça.

No sábado, o Borussia Dortmund tropeçou no Mainz, enquanto no domingo, o Leverkusen bateu o Schalke. A distância entre os dois times é de 7 pontos e pode-se dizer que temos um campeonato.

Antes de Borussia Dortmund e Mainz, tudo eram rosas. O brasileiro Dedé, ídolo do Dortmund e que sairá no fim da temporada, foi homenageado antes do início da partida:

Doeu... (Horstmüller)

Esse jogo era o mais esperado, mas foi muito abaixo das espectativas. Muito equilíbrio, mas também muitos erros dos dois lados. Mas não sobraram polêmicas. O gol do Dortmund, anotado por Hummels, gerou certa dúvida se a bola entrou ou não. Para a maioria absoluta, entrou e eu estou nessa maioria absluta. Minutos depois, Barrios foi lançado e o goleiro Wetklo entrou de forma totalmente atabalhoada, cometeu pênalti e tirou o atacante do jogo. Aliás, Barrios teve uma pequena lesão no abdôme e deverá desfalcar a seleção do Paraguai. Wetklo, que levou somente o cartão amarelo, pegou o pênalti.

As maiores confusões vieram no final do jogo. Aos 44 minutos do segundo tempo, o Mainz tinha a bola no meio campo e na entrada da área, Neven Subotic estava caído e por lá ficou. O time visitante seguiu indo pro ataque, enquanto o sérvio ficava lá, com o corpo largado no gramado e no desfecho da jogada, Sliskovic empatou o jogo. Que fique claro, os jogadores do Mainz não tinham nenhuma obrigação de jogar a bola pra fora. Fair Play é orientação e não regra, mas faltou bom senso ao árbitro Félix Brych, que poderia ter parado o jogo.

Os técnicos das duas equipes, Jurgen Klopp e Thömas Tuchel chegaram a ter uma pequena discussão em uma TV alemã sobre esse lance. Tuchel dizia estar decepcionado com seus jogadores, que viram um atleta caído e não jogaram a bola para fora, Klopp rebateu dizendo que Tuchel nem se esforçou para falar isso para seus atletas. O clima esquentou!

A confusão aumentou com o goleiro Wetklo. Depois de “quebrar” Barrios, ele começou a fazer cera com o jogo em 1×1 e a torcida começou a arremessar objetos em direção a sua meta. Irritado, o arqueiro do Mainz respondeu a Muralha Amarela do Dortmund após o apito final do árbitro, comemorando o resultado em frente a torcida, e ainda saiu batendo boca com outros jogadores. Ele foi duas coisas nesse lance: Burro, porque estava em desvantagem e só ia arrumar confusão e foi covarde, porque provocou a torcida e depois saiu correndo.

Mas esse empate foi prejudicial pro Dortmund, que teria de torcer justamente pro seu grande rival, o Schalke diante do Leverkusen. Tarefa inglória!

Ballack, que voltou a titularidade, foi pra galera após o jogo (AP)

Acompanhei sites alemães e não vi nenhuma especulação em torno do “entrega, entrega”, acho que essa babaquice de se comentar uma coisa dessas é só aqui no Brasil.

E durante o jogo, realmente, não dava a impressão de um “jogo armado”. O Schalke até começou bem, tentava ir pro ataque, embora o Leverkusen estivesse melhor. A derrota por 2×0 – gols de Derdyiok e Metzelder contra – se veio ao natural, no melhor estilo “o time mais forte vence”. Os donos da casa foram melhores, ocuparam mais os espaços e criaram mais chances, enquanto o Schalke sentiu falta de Farfán e praticamente morreu após o segundo gol.

O Leverkusen passa a acreditar no título. Está sete pontos atrás do Dortmund, mas tem dois adversários nessa luta. É mesmo. Estando na segunda colocação, os Werkself tem dois adversários. Além do BVB, o time luta contra o histórico de ser chamado de Neverkusen, pois nunca ganharam a Bundesliga, sempre perdendo nos momentos decisivos.

Confira abaixo uma comparação com a tabela de jogos das duas equipes:

Borussia Dortmund: Hannover (casa), Hamburgo (fora), Freiburg (C), Gladbach (F), Nüremberg (C), Werder Bremen (F), Frankfurt (C)

Bayer Leverkusen: Kaiserslautern (fora), St. Pauli (casa), Bayern (F), Hoffenheim (C), Colônia (F), Hamburgo (C), Freiburg (F)

Ainda acho que o Borussia Dortmund é favorito, mas os comandados de Jurgen Klopp estão declinando no momento errado. Embora tenham somado 19 pontos dos últimos 30, o que tem incomodado é o mal futebol apresentado. O Leverkusen tem subido na hora certa. Somou 22 pontos dos últimos 30, está há seis jogos sem perder e tem quatro vitórias consecutivas. Não custa abrir o olho…

TÓPICOS ALEMÃES

>>O Hannover vai se mantendo no G3, mas com o Bayern fuçando em seu cangote;

>>O time comandado por Mirko Slomka venceu o Hoffenheim por 2×0, com gols de Konan e Abdellaoue. O Hannover tem 50 pontos

>>Já o Bayern bateu o Freiburg, por 2×1, com um gol de Ribéry no finalzinho, ficando com 48 pontos, na 4ª colocação;

>>Na briga pela vaga na Europa League, o Nüremberg se complicou, ao tomar 3×1 do Werder Bremen em casa. O Club fica com 42 pontos, na 6ª colocação e perdeu a chance de ultrapassar o Mainz;

>>O resultado mais surpreendente da rodada envolveu o Hamburgo, que meteu 6×2 no ascendente Colônia, com hat-trick de Petric;

>>Zé Roberto, que completava 330 jogos na Bundesliga, empatando com Barbarez, como o estrangeiro que mais jogou na competição, fez um gol de pênalti;

>>O Hamburgo está em 7º, com 40 pontos;

>>Agora falando da briga contra o rebaixamento, onde o grande derrotado foi o Borussia Monchengladbach;

>>Os Potros perderam em casa um confronto direto contra o Kaiserslautern, por 1×0 e por incrível que pareça, gol contra do goleiro Bailly;

>>O Gladbach está na lanterna com 23 pontos, cinco pontos atrás do St. Pauli, time da repescagem e seis atrás do Stuttgart, que está fora da zona de descenso;

>>Já o Kaiserslautern sobe pra 13ª colocação com 31 pontos. Segunda vitória seguida;

>>No outro confronto direto da rodada, Stuttgart e Wolfsburg ficaram no 1×1. Grafite fez pros Lobos e Niedermeier foi empatar aos 49 minutos do segundo tempo;

>>Menos mal pro Stuttgart que está em 15º com com 29 pontos. O Wolfsburg está na zona de rebaixamento, com 27 pontos;

>>No terceiro confronto direto da rodada, o Eintracht Frankfurt venceu seu primeiro jogo em 2011. 2×1 pra cima do St. Pauli, com Gekas voltando a marcar e logo de cara foram dois;

>>O Frankfurt está em 14º com 31 pontos, enquanto o St. Pauli está na zona de repescagem, com 28 pontos;

>>O outro time que luta lá embaixo, mas que destaquei antes é o Bremen. O Verdes estão em 12º com 32 pontos;

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: