É pra apertar o botão do pânico?

Quando menos se esperava, o Dortmund conquistou a Bundesliga

Nesse fim de semana foi realizada a 31ª rodada da Bundesliga.

O líder Borussia Dortmund perdeu pro então lanterna Borussia Monchengladbach por 1×0, enquanto o vice-líder Bayer Leverkusen, venceu o Hoffenheim de virada, 2×1. A diferença de uma equipe para outra é de 5 pontos e faltam 9 pontos para serem disputados. É uma grande vantagem, diga-se de passagem, fácil de ser administrada, mas um histórico recente pode fazer com que essa tranquila vantagem se torne um bom motivo para o “botão do pânico” ser pressionado.

Temporada 2001/2002. Após o término da 31ª rodada, o líder Bayer Leverkusen – que havia ficado no 1×1 com o Hamburgo – tinha 66 pontos e cinco atrás vinha o Borussia Dortmund – que havia perdido pro Kaiserslautern por 1×0. Mesma distância de pontos da atual temporada e estando na mesma rodada. Porém, o desenrolar foi surpreendente.

Na 32ª rodada, o Bayer Leverkusen perdeu em casa pro Werder Bremen, 2×1 – Aílton, um dos grandes artilheiros da história do Bremen fez o gol da vitória – e o Borussia Dortmund fez seu papel, ao bater o Colônia por 2×1 – Amoroso marcou o segundo gol borussiano. A distância das duas equipes passou a ser de dois pontos. Só que naquela temporada, havia o “fator Bayern”. Os bávaros – que haviam metido 3×0 no Hertha – estavam 4 pontos atrás do Leverkusen e ainda estavam na briga.

A 33ª rodada foi a mais decisiva. O Bayern não decepcionou e venceu o Wolfsburg pelo placar mínimo. Só que o líder Leverkusen perdeu fora de casa pro Nüremberg, 1×0. Só pra constar, o resultado salvou o time bávaro do descenso naquela época. De quebra, os então comandados por Klaus Toppmöller ainda viram o Borussia Dortmund vencer o Hamburgo por 4×3 – Amoroso fez um gol – e assumir a liderança. A rodada terminou com o BVB na ponta, com 67 pontos, o Leverkusen logo em seguida com 66 e o Bayern logo atrás com 65.

Foi uma derrota doída

Na última rodada, o Bayer Leverkusen ficou boa parte como campeão. O Bayer vencia por 2×0, o Bayern por 2×0 e o Dortmund estava no 1×1 com o Werder Bremen. No saldo de gols, o Leverkusen levava a Salva de Prata, só que aos 32 minutos da etapa final, Ewerthon fez o gol do título do BVB. Os cinco pontos de vantagem do Bayer não foram bem administrados e esses tropeços custaram o inédito título.

Começaram a lembrar dessa história na Alemanha, já que é muito semelhante com o cenário da atual temporada da Bundesliga. Mas há diferenças. A mais visível e também mais óbvia delas são os papéis invertidos. Na época, o Leverkusen liderava e o Dortmund o perseguia, agora inverteu. Mas a grande diferença está no espírito.

A temporada 01/02 serviu para reascender o espírito “Neverkusen”. O Bayer perdeu um título alemão que tinha em suas mãos e de quebra foi vice-campeão da DFP Pokal e da Champions League. Para os desinformados, o Leverkusen nunca conquistou a Bundesliga e tem essa fama de ser vice-campeão. É uma espécie de grande clube, só nunca foi campeão.

A história se repete?

Se na época do adversário do líder Leverkusen era o tradicional Borussia Dortmund – que na época tinha jogadores como Rosicky, Koller e Amoroso -, dessa vez o adversário do líder Dortmund é o never Leverkusen – de Reinartz, Schwaab… -, talvez essa seja a grande diferença. O elenco do Bayer é novo e a grande referência da equipe é um Ballack, que tem fama de ser meio desmiolado – basta lembrar que recentemente ele foi multado por xingar o Colônia – e o técnico Jupp Heynckes, que tem uma leve fama de retranqueiro – ele tem uma mania de fechar seu time cedo, quando a vantagem é curta – e que já está acertado com o Bayern. Ou seja, o que esperar de um bando de garotos que joga num time com apelido de Neverkusen e que suas grandes referências são os dois supracitados?

De fato, era mais fácil o Leverkusen ter perdido aquele título, como perdeu, do que o Borussia Dortmund perder esse título…

Comparação

Vou dar uma comparada nas tabelas de jogos de 01/02 e da atual temporada para você dar seu pitaco.

01/02:

Adversários do Borussia Dortmund

32ª rodada (Casa): Colônia, vice-lanterna
33ª rodada (Fora): Hamburgo, time de férias
34ª rodada (Casa): Werder Bremen, lutava por uma vaga na Copa da Uefa

Adversários do Bayer Leverkusen

32ª rodada (Casa): Werder Bremen, lutava por uma vaga na Copa da Uefa
33ª rodada (Fora):  Nüremberg, lutava contra o descenso
34ª rodada (Casa): Hertha Berlin, já tinha a vaga na Copa da Uefa e estava de férias

10/11

Adversários do Borussia Dortmund

32ª rodada (Casa): Nüremberg, luta por uma vaga na Liga Europa
33ª rodada (Fora): Werder Bremen, quase livre do rebaixamento
34ª rodada (Casa): Eintracht Franlfurt, lutando para não cair

Adversários do Bayer Leverkusen

32ª rodada (Fora): Colônia, luta para não cair
33ª rodada (Casa): Hamburgo, de férias
34ª rodada (Fora): Freiburg, de férias

As tabelas são levemente parecidas, mas não dá para dizer que são iguais. E vocês? O que acham?

Ah…sobre a pergunta central do post, não acho que o “botão do pânico” deve ser apertado. A vantagem é boa e o time do Borussia Dortmund também. Não sei se o BVB tem de ter calma, acho que os comandados de Jurgen Klopp estão empolgados e é nessa empolgação que eles devem caminhar pro título. O Dortmund está empolgado pela chance de voltar a erguer a salva de prata, pela despedida de Dede e também pelo falta da torcida mesmo estar em uma grande empolgação com a campanha do time.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s