“Grandes” brasileiros = “pequenos” europeus

No sábado, lá estava eu, num frio e chuvoso sábado à noite, enrolado em meu cobertor fuçando o twitter. Eis que aparece um tweet do comentarista dos canais ESPN, Leonardo Bertozzi:

Claramente, o tema central da mensagem de Bertozzi é a ofensividade do Real Madrid de José Mourinho, que para muitos jornalistas – que assistem jogos dos times do português só em anos bissextos – é retranqueiro. Mas não é exatamente isso que irei abordar, embora concorde plenamente com a frase digitada.

Recentemente, o Valencia venceu La Liga

Minutos depois, um dos seguidores de Bertozzi respondeu, dizendo que “com o elenco que tem, o Real Madrid deveria fazer 6 em todos os pequenos da Espanha”. Logo, o jornalista, corretamente retrucou: “Valencia? Pequeno?”. Segundo Bertozzi, não se deve confundir o abismo entre a dupla Barça-Madrid para as demais equipes espanholas, com o tamanho dos clubes. E isso é uma verdade. Os dois gigantes tem altos investimentos, fortes categorias de base e jogadores milionários, enquanto o resto se vira com investimentos menores, com garotos da base tendo de ser lançados precocemente ou então vendidos para a dupla Barça-Madrid, além de atuar com renegados de ligas menores e da própria dupla de gigantes. Ou seja, os grandes de antigamente, são “obrigados” a se portar de forma pequena.

Porém, o seguidor seguiu com a tese de que Valencia e times do gênero são pequenos, mas Bertozzi lembrou dos títulos recentes dos Ches, como a Copa da Uefa 03/04 e os títulos espanhóis de 01/02 e 03/04, meramente taxados como “acidentes de percurso” pelo seguidor.

Mas também não é exatamente isso que quero debater. É que essa troca de ideias entre o jornalista e o “cidadão comum” me fez puxar pela memória um assunto que vive me chamando a atenção: como será que o estrangeiro enxerga certos times brasileiros? Será que é como nós enxergamos certos times europeus?

O Atlético Mineiro, por exemplo, até ontem era o “primeiro campeão brasileiro” – “até ontem”, porque após a canetada da CBF, o Bahia se tornou o primeiro campeão brasileiro -, isso lá em 1971. De lá pra cá, o time de BH se limitou a títulos estaduais. Então imagina o que um estrangeiro que acompanha o futebol brasileiro pensaria do Atlético? O time simplesmente não tem ganho nada de uns tempos pra cá, além de ter frequentado da segunda divisão brasileira. Será que o considera time grande, ou somente um clube pequeno, mas que tem uma torcida fanática?

É assim no mundo todo. Há times que tem suas glórias nos anos 50, 60, 70 e nas épocas mais recentes acabam por ficar sem título algum e com essa expansão do futebol para mídias do mundo inteiro, quem conhece uma parte da história, fica sem conhecer a verdadeira história.

O "primo pobre" do Real Madrid é o 3º maior campeão espanhol

Pegando o exemplo da Espanha: aqui no Brasil, o Atlético de Madrid é visto apenas como “primo pobre” do Real Madrid. Mas duro é alguém saber que os Colchoneros estão em 3º no ranking de maiores campeões da liga espanhola, com 8 troféus. Mas quando foi o último título? 1995/1996. Já se vão mais de quinze anos e nesse meio tempo, o Atlético chegou a frequentar a segunda divisão de seu país. Junto com os Colchoneros e o Valencia, pode-se colocar na lista de “injustiçados” o Athletic de Bilbao, grande papa títulos dos anos 30, com 4 títulos de 29/30 até 35/36. Mas de uns anos pra cá, o time basco tem se limitado a sonhar com as competições européias.

E na Inglaterra então…Muita gente coloca o Chelsea como um “gigante”, mas mal sabem que times como Sunderland, Aston Villa e Everton, que de um tempo pra cá são coadjuvantes no futebol britânico, tem mais títulos que eles. Sem falar que na Inglaterra há vários times “simpáticos”, que por títulos passados acabam sendo chamados de grandes. Diga-se de passagem, nada muito diferente daqui, onde vimos clubes que por causa de dois ou três times históricos que teve, viram grandes. Não discuto se é certo ou errado, e sim a semelhança dos países.

Mas a discussão é longa. Aqui no Brasil, há uma porrada de times que possuem poucos troféus em sua sala de títulos, mas são chamados de grandes e na maioria das vezes, não há discussão. Mas o Campeonato Brasileiro tem se exportado no quesito transmissão de TV. Países como Inglaterra e Espanha transmitem nosso campeonato e quem conhece a história pela metade pode julgar que times como Atlético Mineiro, Goiás, Sport, Palmeiras (…) não são exatamente “grandes” e sim, na melhor das hipóteses, tradicionais, times que pararam no tempo. O mais radical, poderia chamá-los até de pequenos, coisa que acontece no Brasil na questão Europa, como vimos na breve história contada acima sobre Leonardo Bertozzi e seu seguidor.

Não é conhecendo a história recente que se julga a história completa de um clube. É preciso conhecer, vivenciar, ler, aprender, enfim, fazer de tudo para saber a verdadeira história do clube. O Valencia não é pequeno, pelo contrário, assim como aqui no Brasil, o Atlético Mineiro não é um time minúsculo. Mas o que faz as pessoas pensarem que o europeu supracitado é um time pequeno? Entendo eu, que seja a história recente. O futebol brasileiro não tem uma abismal diferença de grandes para pequenos, mas no velho continente há. Enquanto times como Real Madrid, Chelsea, Bayern (…) fazem altos investimentos, disputam as grandes competições e lutam pelos títulos, os “grandes que pararam no tempo”, ficam com as sobras.

E eu sigo com a minha curiosidade de perguntar a algum gringo, seja um inglês tradicional ou um jamaicano curtindo seu reggae, mas que acompanhe o futebol brasileiro, o que eles acham das histórias dos clubes X e Y.

Vamos ler sobre as histórias do clubes, gente

Anúncios

Uma resposta em ““Grandes” brasileiros = “pequenos” europeus

  1. Quem te disse que Goiás e Sport são considerados grandes? São grandes sim, a nível estadual. A nível nacional são considerados grandes apenas os 12 do eixo RJ-MG-SP-RS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s