O sucesso de Rafinha depende de Lahm

Rafinha já está na Baviera

Ao que tudo indica, o lateral-direito brasileiro Rafinha está voltando para o futebol alemão, para reforçar o poderoso Bayern de Munich. O time bávaro deve gastar algo em torno dos 5 milhões de euros por um contrato que iria até 2014. Tanto clube quanto jogador vestirão o capuz do fracasso.

Fracasso de Rafinha, que era um dos protagonistas do Schalke 04, mas fez muita birra pra deixar o clube alemão e chegou ao Genoa com grandes sonhos. Por fim, no clube italiano foi só mais um figurante em um time que só fez figuração na Série A.

O fracasso do Bayern é principalmente de sua diretoria. Philipp  Lahm sempre foi um lateral que se saiu bem pelos dois flancos, mas tinha destaque maior pelo lado direito. Para unir o útil ao agradável, Uli Hoeness tratou de buscar um lateral esquerdo após a aposentadoria de Sagnol, a decepção de Jansen e as oscilações de Lell pela direita. Para a posição, veio o campeão holandês pelo Twente de 2009, Braafheid, que pouco jogou e vive sendo emprestado para tudo quanto é time. Contento foi puxado do segundo time do Bayern, mas de bom ele só tem a chegada ao ataque – que também não é lá essas coisas -, porque na defesa ele é uma negação. Luíz Gustavo, contratado pra substituir Van Bommel na cabeça da área, jogou na lateral-esquerda por diversas oportunidades. Quem mais jogou pela lateral foi o meio-campista Danijel Pranjic, mas nunca convenceu. Fica a dúvida: dinheiro pra bancar Robben, Ribéry, Schweinsteiger e Müller o Bayern têm, mas para trazer um lateral esquerdo decente não?

Se Lahm se readaptar na lateral-esquerda, Rafinha pode triunfar

Para não fazer besteira, a diretoria bávara decide apostar em um jogador que já é – ou foi – acostumado com a Bundesliga, Rafinha. Não custa lembrar que antes do brasileiro, Uli Hoeness ouviu do Manchester City um sonoro “NÃO!” quanto a vinda de Jêrome Boateng. Mas para o brasileiro triunfar no Bayern, tudo dependerá de Philipp Lahm.

O capitão do Bayern de Munich, como eu disse antes, é acostumado a jogar nas duas laterais. Houve até um certo tempo que no clube ele jogava na direita e na Seleção Alemã jogava na esquerda. Com o tempo isso mudou e agora ele joga pela faixa direita em ambas as equipes. Com a chegada de Rafinha no Bayern, será que Lahm terá dificuldades em se readaptar à faixa esquerda do gramado? Entendo eu que não. Gosto muito do futebol de Lahm, um dos melhores da Europa sem dúvida alguma e mesmo a posição onde ele se sai melhor sendo a lateral-direita, acredito que ele não terá dificuldades no lado oposto, até por ser ambidestro.

Mas a minha dúvida maior fica por conta de Rafinha. O Leverkusen, de Jupp Heynckes já tinha uma defesa muito exposta, e agora no Bayern a história parece que irá se repetir. Não se especula zagueiros e os defensores centrais do clube são reconhecidamente fracos e o lateral brasileiro joga no melhor ‘estilo Sorín’, se manda pro ataque, jogando em todas as faixas do gramado. Precisaria ser armado um esquema defensivo para as subidas de Rafinha, ou simplesmente orientá-lo que lateral, acima de tudo é um defensor.

Não custa lembrar também que o Genoa, na última temporada atuava num 3-4-3 e Rafinha jogava na linha de meio-campo, ou seja, podia avançar à vontade, desde que ocupasse seu espaço na defesa.

Lado mau do Rafinha

Outro ponto que me faz colocar esta contratação do Bayern como uma incógnita é a cabeça do brasileiro. O diário Bild dá uma definição para Rafinha muito interessante: “Ele parece ter dupla personalidade: ora aparece como um sujeito muito simpático, ora era um incômodo público”.

Durante seus tempos de Schalke, ele fazia muitas festas, chegava atrasado em alguns treinos, nos treinamentos não tinha tanta vontade assim e até chegou a se envolver em confusões com torcedores e diretoria. A maior das confusões com os dirigentes azuis reais foi a sua ida para Pequim para jogar as Olímpiadas sem a liberação do clube. Rafinha viria a ser multado.

Uli Hoeness tem pávio curto e não sei se teria uma “paciência de Magath” para afastá-lo, multá-lo, avisar que pode negociá-lo – coisa que o Mago está fazendo com Diego – e coisas afins. Já mandaria embora sem pestanejar!

Rafinha teve destaque no Schalke

Técnicamente, Rafinha é um belo reforço. Admiro o futebol do brasileiro desde os tempos de Coritiba, principalmente por sua eficiência e participação do jogo ofensivo, mas como citei antes, os problemas defensivos e a cabeça podem ser problemas.

Mas depende também de Lahm. Ele é intocável no Bayern e com razão. Sempre honrou a camisa vermelha e se ele vier a ter dificuldades de readaptação a lateral esquerda, Rafinha roda. A não ser que o brasileiro esteja fazendo uma temporada irretocável… mesmo assim, acho que trocariam sua posição e a direita iria para Lahm.

Já fica a primeira grande expectativa para a próxima temporada!

3 respostas em “O sucesso de Rafinha depende de Lahm

  1. Meu deus quanta ignorância , como pode um repórter publicar uma matéria dessa…??? Rafinha êh um ícone no futebol Alemao , e foi muito bem na seleção brasil. Quando convocado. pare de falar de coisas inexistentes , forca Pra ele e sucesso e mais um representante nosso no mundo do futebol.

    • Cara, o Rafinha era ídolo do Schalke, mas não cansou de fazer besteiras por lá. O problema é que nem sempre as informações chegam aqui no Brasil, mas se tu for fazer uma busca em sites alemães, verá que ele tem um histórico de confusões gigantesca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s