h1

Históricas finais da Euro Sub 21

24 de junho de 2011

Neste próximo sábado, o Aarhus Stadion receberá Espanha e Suíça na final da Uefa Euro Sub-21. Para dar uma esquentada no clima, o Europa Football dá uma listada em algumas finais marcantes da competição.

  • Uefa Euro Sub-21 1978 – Iugoslávia 5×4 Alemanha Oriental

Halilhodžić foi a estrela da decisão

Naquela época, as finais da competição eram disputadas em jogos de ida e volta. Mas emoção não faltou na primeira final da Euro Sub-21. O jogo de ida foi em Halle, na Alemanha e ficou marcada pelas defesas fortes e as raras chances de gol. Em uma delas, Halilhodžić fez o gol da vitória iugoslava. O jogo de volta foi realizado no Pod Bijelim Bregom, em Mostar e cerca de 25 mil torcedores foram ao jogo. E eles foram lá para assistir garotos como Zlatko Krmpotić, Nenad Stojković e Blaž Slišković, mas viram sim Halilhodžić brilhar de novo, com três gols na etapa inicial. Mesmo assim, a Iugoslavia saiu perdendo por 4×3. Na etapa final, Bogdan Srečko empatou o jogo e fez o gol do título iugoslavo. Título muito merecido, uma premiação para Halilhodžić, autor de quatro dos cinco gols que a Iugoslavia fez na final.

  • Uefa Euro Sub-21 1984 – Inglaterra 3×0 Espanha

Dois anos antes, a Inglaterra já havia sido campeã em cima da Alemanha Ocidental e ainda no comando de Dave Sexto, o English Team sobrou na competição e foi bi-campeão. Nas fases anteriores, a Inglaterra tinha sobrado, passando com extrema facilidade, enquanto a Espanha demorou a engrenar. Os espanhóis eram encarados como surpresa na final. No jogo de ida da grande decisão, disputada no Ramón Sanchez Pizjuán, os 30 mil torcedores levaram um banho de água fria, pois Sterland fez o gol da vitória inglesa. Na volta, em Sheffield, a Inglaterra não se acomodou na vantagem e matou a série com um 2×0 e o bi-campeonato garantido.

  • Uefa Euro Sub-21 1986 – Espanha (3) 3×3 (0) Itália

Primeira final dramática da Euro Sub 21! A Espanha, atual vice-campeã do torneio, mostrara não ter o mesmo “azar” da seleção principal. Meses antes, no México, a Espanha era eliminada da Copa do Mundo após perder pra Bélgica nos pênaltis. O time italiano não era nada fraco e era depositada muita esperança em cima deles. A Azzurra tinha jogadores como Roberto Mancini, Giuseppe Giannini, Roberto Donadoni, Walter Zenga e Gianluca Vialli. Ambas as equipes chegaram nas finais sem grandes problemas. Nos dois jogos, 2×1 pro mandante, então fomos para os pênaltis. Primeira decisão do tipo em uma final de Euro Sub-21. A Itália desperdiçou suas três primeiras cobranças, enquanto a Espanha converteu todas e os espanhóis eram campeões europeus sub-21

  • Uefa Euro Sub-21 1994 – Itália 1×0 Portugal

Pierluigi Orlandini fez o gol do bi-campeonato italiano

Essa foi a primeira edição de Euro Sub-21 em que tivemos uma sede para a fase final. Não era como nos dias atuais, onde ainda há uma pequena fase de grupos em um país sede. Na época, a França abrigou as semifinais e a final do torneio. Chegaram aquela fase Portugal, Espanha, França – não por ser sede, os franceses jogaram todas as fases como as outras equipes – e Itália. Os portugueses venceram o duelo ibérico contra a Espanha por 2×0, já os italianos bateram os franceses que tinham Zidane nos pênaltis. Foi a vitória do pragmatismo. Portugal, de Rui Costa, Luís Figo e João Vieira Pinto era um time ofensivo e que agradava seus espectadores. Já a Itália tinha uma defesa sólida, com jogadores como Toldo, Panucci e Cannavaro. Na final, os italianos se limitaram a segurar o ímpeto português, e na prorrogação, Orlandini, que entrara no lugar de Pippo Inzaghi, fez o gol do título italiano. A Itália se tornou o segundo time bi-campeão do torneio.

  • Uefa Euro Sub-21 1996 – Itália (5) 1×1 (4) Espanha

A Itália completou seu reinado na categoria Sub-21 – algo raro na base atual da velha bota – ao se sagrar tri-campeã do torneio. Essa edição ficou marcada pelo duelo particular de Raúl vs Totti. O italiano foi decisivo na semifinal, quando fez o gol que classificou seu país para a final. Na final disputada em Barcelona, Totti abriu o placar pros italianos, mas Raúl empatou. O jogo seguiu no 1×1 até as penalidades, quando Raúl e De La Peña desperdiçaram suas cobranças e a Itália era campeã. O time italiano tinha atletas como Buffon, – que foi reserva de Pagotto, salvador nos pênaltis – Cannavaro, Nesta, Panucci e Tommasi.

  • Uefa Euro Sub-21 2000 – República Tcheca 1×2 Itália

Pirlo foi o maestro da Itália em 2000

Essa foi a primeira vez que o formato da competição foi quase igual ao atual. Após uma longa fase classificatória, tivemos oito equipes apuradas. Se atualmente, quatro times se classificavam e faziam duas semifinais, antes, os campeões de cada grupo fariam a final. A Itália chegou a decisão do torneio por causa da diferença de gols. A Azzurra terminou no Grupo B com sete pontos, mesma pontuação da Eslováquia, mas se não fosse um gol à mais no saldo de gols, não chegaria a final. Já a República Tcheca passou sem grandes dificuldades. 7 pontos, dois de vantagem para a Espanha. Os tchecos tinham em seu elenco jogadores como Jarolim, Grygera, Ujfalusi, Jankulovski e Baros, já a Itália tinha De Sanctis, Gattuso, Perrotta e Andrea Pirlo, que foi decisivo com dois gols na final, na vitória por 2×1.

*Esse gol abaixo foi de Pirlo, na fase de classificação, no 1×0 sobre a Suíça.

  • Uefa Euro Sub-21 2009 – Alemanha 4×0 Inglaterra

Alemães trituram ingleses e ergueram o caneco

Base da seleção que terminou em 3º na última Copa do Mundo, a Alemanha teve seus dias de glória no ano anterior a competição realizada na África do Sul, ao conquistar a Euro Sub 21. A Inglaterra chegava na final com um time sólido e que conseguia bem seus resultados. Até o dia da final, o English Team não havia perdido nenhuma partida e chegou a vencer a Alemanha na fase de grupos, mas na grande final, o time de Micah Richards, Adam Johnson, James Milner e Theo Walcott náufragou diante do time de Neuer, Beck, Höwedes, Hummels, Khedira, Özil e do improvável herói, Sandro Wágner. A Alemanha foi pro intervalo vencendo por 1×0, gol de Castro. Na etapa final, Özil – que teve atuação de gala – aumentou no frango de Loach. Wágner, atacante que até hoje é de nível bem duvidoso, fez dois gols e confirmou o título alemão.

*Só peço desculpas por não botar vídeos de algumas finais, porque é muito difícil encontrar vídeos de jogos de base lá das antigas. Se alguém encontrar, me mande um link que publico e creditarei🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: