Novela tipicamente mexicana

Existe coisa mais chata do que novela mexicana?

Jogador cai-cai, João Sorrisão, Zorra Total e músicas do Restart concorrem pau-a-pau com este tipo de chatice. Mas não é sobre isso que venho falar neste post. Na verdade, venho comentar sobre a confusa transferência de Guillermo Ochoa para o futebol francês. Transferência essa que mais parece uma verdadeira novela mexicana, devido as várias confusões e reviravoltas que esse negócio tem causado.

Ochoa agarrando nova oportunidade

O que se sabia era que o Paris Saint-Germain estava interessado em Ochoa e as notícias que surgiram na terça-feira davam conta que o clube da capital francesa deveria anunciar Memo em questão de horas. Eis que na quarta-feira surge uma nova e surpreendente notícia: “Ochoa acerta com o Ajaccio”.

Era um banho de água fria nas pretensões do Paris. Como pode o PSG, grande clube francês e que agora é abastecido financeiramente pela Qatar Sports Investments perdendo um jogador para o pequeno Ajaccio, recém promovido a Ligue 1?

Mas aí que começam a se desencontrar as notícias…

Ochoa é ídolo do América e chega com moral no Ajaccio

O Ajaccio tirou o anúncio da contratação de Ochoa de seu site e para muitos, “desanunciando” o goleiro. Mesmo assim, sites franceses e mexicanos davam como certa a ida de Memo para a Córsega do Sul fazer exames no Ajaccio.

Eis que do nada, a France Football noticia que o PSG havia lançado uma contraproposta para Ochoa, oferecendo um contrato que lhe daria um salário duas vezes maior do que receberia no Ajaccio. Com isso, Memo cancelava seu vôo para a Córsega do Sul.

Roteiro de novela, não?

Alguns seguidores no Twitter e eu passamos a caçar incessantemente novas notícias sobre a transferência. Nada de sucesso nos dias seguintes…

…até chegarmos na sexta-feira.

O Ajaccio anunciou Ochoa, isso até a segunda página. Os Ursos anunciaram que Memo só assinará o contrato após a Federação Mexicana indicar que o goleiro não está envolvido no caso de doping que o México se envolveu na última Copa Ouro.

Ochoa é um dos "Cinco Dopados"

Duas coisas me deixam intrigado: Se o Ochoa for um dos culpados neste caso de doping, o que fará o Ajaccio? Desiste do goleiro? Tenta reverter a situação? Fica a dúvida.

A outra intriga fica por conta do posicionamento do PSG. Se o Ochoa estiver mesmo envolvido no caso do doping e o Ajaccio desistir do goleiro, será que o Paris tomaria a mesma decisão dos Ursos ou daria auxília jurídico ao atleta?

Aliás, o Paris Saint-Germain anda muito omisso pro meu gosto. Desde que os catarianos compraram o clube, já surgiram centenas de nomes que podem parar no clube e não aparece ninguém pra botar ordem na casa e dizer “sim, estamos negociando com o fulano”. Leonardo, que assumirá a dirigência do clube, pode ser esse cara.

O PSG entra em um contraste com o Málaga da Espanha. Os Boquerones também foram comprados por um desses malucos milionários, mas enquanto o Paris fica só na especulação e trazendo poucos jogadores – Gameiro, Douchez e Bisevac – o Málaga vai fazendo a limpa na Espanha.

Mas voltando ao caso Ochoa, fico pensando no que fez o goleiro escolher o Ajaccio ao invés do PSG. Dinheiro provavelmente não. Como já foi dito antes, o clube da capital pagaria duas vezes mais em salários.

Visibilidade? Não! O Ajaccio só terá mais visibilidade que o PSG se fizer algo de anormal na temporada francesa. Dá para levantarmos uma série de questões sobre essa opção, mas Ochoa já fez sua escolha e no meu entendimento, escolha errada, pois “troca” um time grande, que almeja títulos e com novos investidores, buscando montar uma equipe forte, por um time pequeno, que ficará contente em permanecer na Ligue 1.

E é aquela história: é mais fácil imaginar um jogador de linha levando um clube pequeno a objetivos grandes do que um goleiro.

Ochooooaaaaa!

O peso dessa negociação cairá todo em cima de Ochoa. Tanto PSG quanto Ajaccio estão fazendo suas partes. O Paris está querendo montar um grande time, enquanto os Ursos viram uma oportunidade e se anteciparam a outros clubes para trazer o goleiro. Caberá a Ochoa ter a noção exata da escolha que fez.

Mas agora fica assim, e Guillermo Ochoa será o primeiro portero mexicano em terras européias, assim como o PSG vai iniciar a temporada com um novo gardien e de bom nível, Douchez.

E encerro esse post com a pergunta no ar: a novela acabou? E Ochoa? Irá mesmo pro Ajaccio como foi anunciado? Essa pergunta será respondida somente na semana que vem, quando a Federação Mexicana divulgar os resultados do anti-doping da sua seleção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s