h1

Papo feminino

6 de julho de 2011

Não! Não vou entrar neste espaço para falar de moda, maquiagem, fogão, louça, cozinha ou cartão de crédito. Venho sim falar da Copa do Mundo de futebol feminino.

Sim! Sou um daqueles que defendem um pouquinho mais de espaço pra categoria. Não sou um ferrenho defensor como outros, mas acho que se tem emissoras que transmitem projetos mal-feitos de futebol como Beach Soccer e Showbol, por que não podem dar espaço pras moças?

Agora que o torneio chega na fase derradeira, darei uma passada por cima das atuações dos cinco times que representam a Europa no torneio.

No grupo A, tivemos dois times do velho continente: as donas da casa da Alemanha e a França.

"Por que eu?"

No time alemão, talvez o grande destaque tenha sido do pequeno entrevero que houve entre a estrela do time, Birgit Prinz e a técnica Sílvia Neid. Nada demais. Prinz, aos 34 anos, não tem mais aquele fôlego de antes e aparentemente o futebol também, tanto até que no jogo contra a Nigéria, ela foi substituída e esbravejou. Contra a França, ela ficou no banco e nem participou. O problema talvez já esteja resolvido e ela já deve voltar nas quartas-de-final.

Confusões à parte, a Alemanha tem duas jogadores no topo da artilharia. Inka Grings do FCR Duisburg e Kerstin Garefrekes do FFC Frankfurt tem 3 gols cada e estão empatadas com Sawa do Japão e com a brasileira Marta com o mesmo número de tentos.

Mesmo jogando em casa, levando o rótulo de favoritas e com 100% de aproveitamento, a Alemanha passou trabalho nessa primeira fase. Os 2×1 sobre o Canadá, 1×0 sobre a Nigéria e o 4×2 sobre a França não foram resultados conseguidos na maior facilidade…

Na busca pelo tri mundial e tri consecutivo, a Alemanha irá encarar na próxima fase a equipe do Japão.

Já as mulheres francesas estão começando a descobrir o futebol. O time feminino do Lyon é presença constante nas fases decisivas da Champions League da categoria e a Seleção nacional participa da Euro feminina desde 1997. Essa é a segunda participação da França na Copa do Mundo.

Sandrine Soubeyrand é a capitã francesa

Quem comanda dentro de campo o time francês é a veterana Sandrine Soubeyrand. Aos 38 anos, ela é a jogadora que mais atuou com a camisa azul da França. Mesmo com a idade elevada, ela tem demonstrado bom futebol, com 3 assistências na Copa. As artilheiras da equipe são Gaetane Thiney e Marie-Laure Delie, ambas com dois gols.

A França já faz sua melhor participação na história. Sua única atuação em uma Copa foi em 2003 e não houve nem a passagem da primeira fase, e nessa atual edição, as vitórias por 1×0 sobre a Nigéria e 4×0 sobre o Canadá, garantiram Les Bleues na próxima fase para enfrentar a Inglaterra.

Falando na Inglaterra, as Leoas passaram invictas na primeira fase. Esta é a terceira participação inglesa e já há uma igualdade no melhor resultado. Em 2007, na China, a Inglaterra caiu nas quartas-de-final, melhir campanha da seleção, na atual edição, o empate em 1×1 com o México e as vitórias por 2×1 sobre a Nova Zelândia e 2×0 sobre o Japão, garantiram as inglesas no mesmo estágio de 2007.

E aí, "vai encarar"?

A esperança do time está depositada em Kelly Smith do Boston Breakers dos EUA, que tem 43 gols com a camisa inglesa, mas na Copa do Mundo ela ainda está zerada. Dos 242 minutos que Smith esteve em campo, não marcou nenhum gol e não deu nenhuma assistência.

Como foi dito antes, as inglesas enfrentarão a França na fase de quartas-de-final.

No Grupo C, temos o tradicional time da Suécia. Desde que se iniciou a Copa do Mundo da categoria em 1991, as azuis e amarelas participaram de todas as edições, tendo chegado a uma final, em 2003, mas perdendo pra Alemanha.

Lotta Schelin ainda não se destacou na Copa

A estrela sueca se chama Lotta Schelin, que defende o Lyon. Em 92 jogos com a camisa da seleção de seu país, ela anotou 38 gols. Só que assim como Kelly Smith da Inglaterra, Schelin ainda não marcou gols na Copa do Mundo, mas diferentemente da inglesa, ela já tem pelo menos uma assistência. Mas quem tem se destacado é Lisa Dahlkvist, do Kopparbergs/Goteborg. O moça de 24 anos já marcou 2 gols no torneio e é a artilheira da Suécia.

No seu percurso até a segunda fase, a Suécia venceu Colômbia e Coréia do Norte pelo placar mínimo. Esses dois resultados davam a ideia de que as suecas poderiam ser facilmente derrotadas pelo forte time norte-americano, mas mesmo assim, a Suécia se superou e venceu os EUA por 2×1, garantindo o primeiro lugar no Grupo C. A Austrália será a sua adversária na próxima fase.

A grande decepção do torneio certamente é a Noruega. As norueguesas participaram de todas as edições da Copa do Mundo, já chegaram a duas finais, tendo ganho uma, além de possuírem dois títulos europeus. O fato é que a Noruega teve na Copa do Mundo de 2011 a sua pior campanha na história, tendo ficado na primeira fase. Anteriormente, a pior campanha tinha sido uma eliminação nas quartas-de-final em 2003.

Stensland, jogador do Lyon, esteve no fracasso norueguês

A Noruega foi pra esse Mundial mais com a camisa do que por destaques individuais. Poderiamos destacar Stensland, jogadora do Lyon e que teve uma assistência na Copa, ou Ronning e Hervlosen, que desse time atual são as jogadores que mais tem gols com a Noruega – 15 e 19 respectivamente – mas ambas deixaram o torneio sem nenhum gol e nenhuma assistência.

As norueguesas conseguiram somente uma xoxa vitória sobre Guiné Equatorial por 1×0 e depois duas derrotas, 3×0 contra o Brasil e 2×1 contra a Austrália. Esse último resultado eliminou a Noruega.

Fica ai uma rápida passada sobre  a Copa do Mundo feminina. Com o decorrer do campeonato, talvez volte para falar mais do torneio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: