TOP 7 (duplo): Primeiro turno da Bundesliga

O primeiro campeonato nacional de grande porte a encerrar suas atividades foi a Bundesliga. O Campeonato Alemão teve a 17ª rodada disputada neste último fim de semana e terminada com o Bayern de Munich na liderança.

Aproveitando a deixa, decidi fazer um TOP 7 duplo com o que de melhor aconteceu na terra do chucrute. Confira!

TOP 7 – Os sete melhores jogadores

 

Bernd Leno: um achado do Leverkusen (Bayer04.de)

7) Bernd Leno – Bayer Leverkusen

O Leverkusen precisava de um goleiro. Os Aspirinas perderam de uma vez só o titular René Adler e seu reserva imediato, Giefer, ambos contundidos. Yelldell chegou, mas junto com ele surgiu Bernd Leno, de apenas 19 anos. O jovem nascido em Bietigheim-Bissingen, no noroeste da Alemanha, era jogador do time B do Stuttgart. Leno chegou com enorme personalidade, fazendo grandes defesas e deixando o presidente Wolfgang Holzhäuzer na obrigação de contratá-lo em definitivo. Dito e feito! Hoje, Leno é titular do Leverkusen com contrato até 2015, e René Adler, antes titular até da Seleção Alemã, dificilmente permanecerá no clube. Culpa de Leno!

6) Mario Götze – Borussia Dortmund

O jovem Götze pode não repetir as atuações que lhe consagraram na temporada 2010/11, mas continua sendo uma peça decisiva do time de Jurgen Klopp. Com a irregularidade de Shinji Kagawa, o camisa 11 do Dortmund é quem tem chamado a responsabilidade e decidido alguns jogos à favor do Borussia.

5) Franck Ribéry – Bayern

O francês Franck Ribéry tem feito uma temporada primorosa! Começou muito bem, reunindo nos primeiros jogos da temporada dribles envolventes, jogadas velozes e muitos gols. Na reta final do turno, com a lesão de Bastian Schweinsteiger, Ribéry foi prejudicado e seu rendimento caiu, mas isso não impediu que estivesse entre os 7 melhores da competição, pelo menos no primeiro turno. Se a forma física permitir, Ribéry certamente estará entre os melhores da Bundesliga.

Marco Reus em ação pelo Gladbach (Borussia.de)

4) Marco Reus – Borussia Mönchengladbach

Sem fazer muito barulho, os Potros chegaram na parte de cima da tabela do Campeonato Alemão. Boa parte disso está na conta do técnico Lucien Favre, que não só livrou o time do rebaixamento na última temporada, como ajeitou o time. Mas não bastava ter um time ajeitado, o Gladbach precisava de um “diferencial” e tem isso com Marco Reus. Aos 22 anos, o jogador nascido em Dortmund é a grande estrela do time, tendo anotado 10 gols em 15 jogos na Bundesliga.

3) Robert Lewandowski – Borussia Dortmund

Quem diria que o polonês Robert Lewandowski perderia boa parte de sua fama de caneleiro nesta temporada? O atacante de 23 anos marcou apenas 8 gols em 33 jogos na temporada 2010/11. Poderia terminar com uns 20 gols se fizesse 60% dos gols que perdia. Nesta temporada, tudo mudou. Barrios começou contundido e voltou mal fisicamente, e acabou perdendo espaço. Espaço esse que foi tomado por Lewandowski, autor de 12 gols e 6 assistências na Bundesliga. Hoje dá para dizer com clareza que Lucas La Pantera Barrios é reserva de Robert Lewandowski.

2) Mario Gómez – Bayern

16 jogos, 16 gols. Essa é a média de Mario Gómez na atual temporada da Bundesliga. O atacante bávaro tem feito gols de tudo quanto é jeito e está em grande forma. A fase de Super Mario é tão boa, que o técnico Jögi Löw já cogitou escalar Gómez e Klose juntos na Seleção Alemã. Esse foi outro que mandou embora a fama de “caneleiro”. Diferentemente de Lewandowski, não sei de onde Gómez pegou essa fama…

Toni Kroos tem sido o grande destaque bávaro (FCBayern.de)

1) Toni Kroos – Bayern

Já havia colocado dois jogadores do time bávaro na lista e como o Bayern acabou na ponta da Bundesliga, não poderia encerrar o primeiro TOP 7 sem colocar um atleta do time: Toni Kroos. Na temporada passada, Kroos deu 5 assistências e anotou um gol, mas nunca empolgou ninguém. Era motivo de piada por estar na seleção de Löw e nem ser titular do Bayern. Nessa temporada, Kroos já igualou os números da última temporada, mas desta vez, é o dono do meio-campo bávaro. Enquanto Schweinsteiger estava inteiro, eles formavam uma dupla infernal, de muito toque de bola e armação de jogadas impecável. Schweini se contundiu, mas Kroos não se apagou e seguiu comandando o meio-campo do Bayern. O camisa 39 foi muito bem do início ao fim do turno e por isso foi o melhor!

Menções honrosas: ter Stegen (M’Gladbach), Christian Fuchs e Huntelaar (Schalke 04), Claudio Pizarro (Bremen) e Abdellaoue (Hannover).

TOP 7 – Ninguém dava nada por eles…

 

Fillip Daems é peça fundamental do esquema de Favre (Borussia.de)

7) Fillip Daems – Monchengladbach

Desde 2005 no Gladbach, o veterano belga Fillip Daems faz atualmente a sua melhor temporada com a camisa dos Potros. Não só porque o seu time está lá em cima, mas também pelo fato do lateral-esquerdo mostrar um fôlego anormal para um cidadão de 33 anos. Daems está marcando e atacando com enorme eficiência. O capitão do Gladbach já marcou três gols e não levou nenhum cartão amarelo, coisa que nenhum outro defensor do time – que tenha feito pelo menos cinco jogos – tem igual.

6) Anatoliy Tymoshchuk – Bayern

Tymoshchuk nunca teve grande moral no Bayern, muito por causa do fato de ser reserva da dupla van Bommel e Schweinsteiger. O ucraniano chegou até ser testado na zaga, mas também não agradou muito. Mas com a saída de van Bommel no meio da última temporada, Tymo passou a disputar a vaga de titular com o brasileiro Luís Gustavo e tem levado a melhor. O ucraniano jogou dez partidas nesta temporada alemã e o Bayern não perdeu nenhum dos dez jogos, tendo sofrido apenas dois gols. Coincidência ou não, Tymoshchuk é titular da cabeça-de-área bávara.

5) Khalid Boulahrouz – Stuttgart

O holandês sempre foi um lateral de mediano pra bom. Bastava chutar uma moita que vários “Boulahrouzes” iguaizinhos saiam. Mas nesta temporada, o camisa 21 do Stuttgart tem tido atuações muito boas e é uma das peças fundamentais da equipe. Sua lesão no final do 1º turno deu uma enorme dor de cabeça para Bruno Labbadia, que não só não sabia como substituí-lo como lamentava muito sua ausência.

Poldi tem sido muito mais decisivo que na última temporada (FC-Koeln.de)

4) Lukas Podolski – Colônia

Na temporada 10/11, Podolski fez 13 gols e deu 7 assistências. Na atual temporada, faltam duas assistências pro número ser igualado e o número de tentos já foi ultrapassado – 14 gols. Poldi tem sido muito mais decisivo que o normal. De seus 14 gols, 9 foram marcados em jogos que o Colônia venceu, 3 em empates e 2 em derrotas. Na temporada passada, 8 gols foram marcados em vitórias do Colônia. Poldi já bateu o resultado da última temporada.

3) Raúl – Schalke

Raúl é um grande atacante, isso ninguém discute. Mas grande meia-armador? Isso é outra história! Na última temporada, o espanhol marcou 13 gols e deu 5 assistências, mas Raúl atuou boa parte daquela temporada como centro-avante. Agora com Huntelaar sem problemas físicos, o espanhol passou a jogar centralizado, como um armador. Embora tenha demorado pra emplacar uma atuação de gala, Raúl sempre se manteve regular e aos 34 anos, corre feito um garoto e mostrando essa nova faceta no meio-campo.

2) Michael Ballack – Bayer Leverkusen

Na última temporada, Ballack retornou ao Bayer Leverkusen, clube que lhe deu grande projeção no futebol. Porém, o camisa 13 não conseguiu fazer nem 20 jogos e não anotou nenhum gol. Ballack estava desanimado e deixando a impressão de que logo deixaria a carreira de jogador. Eis que o capitão do Leverkusen ressurge nesta temporada. Ballack já marcou dois gols e sempre que aparece nas partidas dos Aspirinas, dá uma nova cara ao time. Ballack voltou a ser importante para o Leverkusen!

De reserva a peça fundamental da zaga (FCBayern.de)

1) Daniel van Buyten – Bayern

O zagueiro belga nunca convenceu ninguém. Alto, lento e desengonçado, van Buyten era considerado peça fora do baralho de Jupp Heynckes quando Jêrome Boateng foi contratado. Só que o treinador do Bayern teve de rever seus conceitos quando notou que van Buyten estava ajeitando a zaga bávara. Boateng foi deslocado pra lateral para que o belga jogasse ao lado de Badstuber. van Buyten já tem 4 gols na Bundesliga e quando necessário, quebra um galhinho como centro-avante – claro que é ridículo, mas acontece. O fato é que o zagueiro de 1,97 de altura conquistou sua titularidade no Bayern e é o que mais tem calado os críticos nessa temporada.

E aí? O que acharam das listas? Faltou alguém? Jogador x entrou na lista sem mérito? Opine!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s