Atitudes de uma grande torcida

Títulos são importantes. Mostram como o clube é forte e capaz de mostrar sua grandeza para os adversários. Mas tão importante – ou até mais importante – do que os títulos, é a sua torcida. Um clube não sobrevive com respeito sem sua torcida.

Empresários podem manter clubes, mas torcidas mantém glória, história, tradição e força!

A torcida do Schalke talvez seja um desses exemplos. Há mais de 50 anos os Azuis Reais não erguem a Salva de Prata e tem de se contentar com algumas copas nacionais e nos anos 90, a Copa UEFA, mais recentemente, uma semifinal de Champions League. Mesmo assim, o amor pelo clube não acaba, não à toa, vemos idosos e crianças na Veltins Arena, vestidos com a camisa do Schalke a cada jogo do time.

Falando na Veltins Arena, estádio moderno do clube azul real, você sabe quem idealizou este projeto? Não? Foi Rudi Assauer, então manager do Schalke. Foi uma ideia engenhosa: construir o primeira estádio da Alemanha de uso total de dinheiro privado, nada de dinheio público. E isso foi feito! 191 milhões de euros privados, tudo por conta do Schalke.

Rudi Assauer teve esta ideia quando esteve em sua segunda passagem como diretor do clube de Gelsenkirchen. Em 1981, Assauer, que já tinha tido uma passagem pelo Bremen, chegara ao Schalke não só como dirigente, mas também como treinador. Isso foi só em 81, já que de lá até 86, ele foi diretor esportivo e depois, demitido. Em 93, ele retornou para o clube e teria uma grande passagem, sendo um dos líderes dos grupos que ergueram duas copas alemãs e uma Copa Uefa.

Assauer foi o grande supervisor da construção da Veltins Arena, porém, o clube gastou muito dinheiro e acabou passando por uma pequena crise financeira. Em 2006, o Stumpen-Rudi (Rudi Charuto, não preciso explicar, né?) foi denunciado por ter informações secretas da crise financeira do Schalke e Rudi deixava o clube.

No final de janeiro deste ano, o diário alemão Bild publicou uma notícia dizendo que Assauer estava com Alzheimer. A torcida do Schalke decidiu homenagear o homem que ajudou a escrever um pedaço considerável da história do clube.

No duelo contra o Mainz, no último sábado, muitos cartazes desejando boa sorte a Rudi Assauer. Mas uma bandeira me chamou a atenção: era a imagem do ex-dirigente carregando o troféu da Copa UEFA nas costas, com o tradicional charuto na boca. A foto é histórica, mas a bandeira é marcante.

Confira abaixo a homenagem!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s