Ruim com um, pior com outro

Demitido enquanto líder, Kombouaré é tratado como injustiçado, meses após sua saída (Reuters)

Antoine Kombouaré foi demitido do Paris Saint-Germain no final de 2011, quando o time parisiense liderava o Campeonato Francês. Na época, a vantagem pro vice-líder Montpellier era de três pontos, por isso a demissão soava estranho pra quem via a Ligue 1 à distância. Quem acompanhava o torneio sabia que o temperamental Kombouaré não tinha condições de cumprir todas as metas ambicionadas pelos novos donos.

O tempo passou, Carlo Ancelotti assumiu o cargo e o PSG chegou há ficar três meses sem perder, mas agora a história tem nova cara e o mundo está vendo o nanico Montpellier se encaminhar ao primeiro título de sua história.

Justamente agora, surgem na França pessoas questionando a demissão de Antoine Kombouaré em dezembro. Não existe outro nome para esses cidadãos a não ser oportunistas. Os mesmos que agora fazem o antigo treinador do PSG um rei, antes atiravam pedras e espinhos em qualquer respiro dele. Na ocasião da mudança de técnico, chegaram a considerá-la justa. É certo isso?

Admito que nunca gostei de Kombouaré. Técnico previsível, às vezes cauteloso demais e com pecado de não fazer boas alterações. Sempre entendi que Nasser Al-Khelaifi e Leonardo deveriam ter iniciado seu milionário projeto no PSG com um comandante novo, de mais experiência e pulso firme, pra evitar a gastança. Só que quando Kombouaré foi demitido e Ancelotti chegou, todos jogaram confetes e serpentinas, agora que o título vai se aproximando do Montpellier, o ex-treinador parisiense virou Deus!

O fato é que o Paris Saint-Germain piorou com o comandante italiano. Sirigu, Alex, Nenê e Ménez são os únicos que tem se salvado neste atual PSG. A grande característica do time tem sido a marcação frouxa no meio campo e laterais, além da imprecisão ofensiva. Mas não chega a ser motivo para se aproveitar do momento e expor uma opinião completamente contrária a emitida em dezembro.

Experiente, Ancelotti não tem obtido os resultados em Paris (PSG.fr)

Acredito que se o treinador ainda fosse Kombouaré, o Paris teria tantos problemas como está tendo atualmente com Ancelotti. Talvez não as mesmas dificuldades, mas as teria da mesma maneira. A grande diferença é que agora, com um comandante renomado, percebeu-se que as contratações parisienses não foram lá essas coisas. Isso proporciona uma espécie de blindagem ao treinador italiano, que vem errando jogo após jogo, seja com escalações estranhas ou mexidas equivocadas.

A impressão de momento é que o Paris Saint-Germain contratou Ancelotti só para criar uma imagem de clube vencedor e não para realmente se tornar um clube vitorioso. O comandante italiano me parece perdido, faz sempre as mesmas coisas, não busca novas alternativas e vai sendo engolido pelos adversários.

Caso o Paris termine a temporada de mãos abanando, a saída mais simples seria a demissão de Ancelotti, que até mesmo na época invicta parisiense não fez o time jogar bem. A outra opção é mantê-lo, mas essa alternativa pode guiar o clube para dois caminhos:

1)    Com tempo para arrumar a casa, o italiano pode organizar a gastança desenfreada e fazer os dirigentes do PSG a gastar de forma mais racional, para aí sim formar um elenco sólido;

2)    Porém, Ancelotti tem o costume de trazer jogadores de idade elevada e o PSG, que já tem um elenco com média de idade alta, pode ter na próxima temporada um time mais envelhecido ainda;

Cabe ao brasileiro Leonardo tomar a melhor atitude e saber contornar este percurso árduo. Ele está no lado dos bastidores atualmente, mas já esteve na posição de Ancelotti e tem ciência dos problemas e dificuldades que um treinador passa. Mais do que ninguém, Leonardo sabe – ou deveria saber – o que fazer!

Já cheguei a dizer anteriormente que não é nenhuma vergonha o Paris Saint-Germain não conquistar a Ligue 1, mas é a imposição do time nas partidas que beira o vergonhoso. O PSG tem de mostrar nas rodadas finais que aqueles que colocaram Kombouaré no lixo e agora lhe dão o status de rei não tem nenhuma razão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s