Todos contra um

Altos investimentos geram grandes movimentações de público (Foto: PSG)

O Campeonato Francês já começou e a impressão passada para todos nós é a de que o Paris Saint-Germain já começa próximo do título. O investimento feito no ano passado foi alto, mas em jogadores nem tão bons e apostas, desta vez a história mudou. Nasser Al-Khelaifi botou a mão no bolso e escancarou o cofre parisiense, trazendo atletas de peso e renome internacional.

Os maiores vieram da Itália: Zlatan Ibrahimovic e Thiago Silva. Só nesta dupla, o clube da capital investiu mais de 60 milhões de euros, sendo que mais de 50% deste valor foi gasto no brasileiro. Quem afirma que a dupla foi trazida apenas para fazer barulho está muito enganado, já que a inconsistência da defesa e a ineficácia dos homens de frente foram dois fatores primordiais da falta de títulos na última temporada.

Ezequiel Lavezzi chega para acrescentar ao setor do time que já conta com Nenê, Javier Pastore, Jérémy Ménez e que em janeiro terá o brasileiro Lucas Moura. O veterano Carlo Ancelotti deverá rever o seu tradicional esquema “árvore de natal” – 4-3-1-2 – para tentar encaixar esse pessoal todo no time.

É difícil imaginar que alguma equipe seja capaz de bater o Paris Saint-Germain nesta temporada, não só por causa dos gastos deveras abusivos, mas também porque esse investimento não foi feito em vão, Ancelotti estava lá para sinalizar onde estavam os defeitos e como poderia haver o conserto.

Essa impressão de que o PSG tem tudo para ganhar fica ainda mais nítida quando notamos que equipes que poderiam sonhar com o título fazem investimentos “xoxos”. O atual campeão Montpellier, por exemplo, perdeu Giroud e o substituiu com dois atacantes que tiveram relativo destaque em equipes menores: Emanuel Herrera, ex-Unión Española do Chile, e Gaëtan Charbonnier, ex-Angers. O alento para a torcida fica na esperança da dupla seguir o caminho de Giroud, que antes de chegar ao Montpellier, também teve passagens regulares por equipes pequenas.

O principal “reforço” da equipe foi a permanência da dupla Mbiwa e Belhanda. Membros da espinha-dorsal do time de René Girard, os jogadores suportaram o assédio de outras equipes e ficaram na França. Mbiwa, por exemplo, recebeu proposta do Milan, mas o presidente Louis Nicollin bateu o pé, pediu mais dinheiro e seu capitão permanecerá no Stade de La Mosson.

Quem também vibrou mais com a permanência de um dos líderes do grupo do que com a chegada de novos atletas foi o Lyon. Hugo Lloris esteve próximo de sair e as más línguas já diziam que ele procurava apartamento em Londres, para jogar no Tottenham, mas após o título da Supercopa Francesa, o presidente Jean-Michel Aulas confirmou que o goleiro permaneceria no clube.

E seguindo a política do corte de custos, o Lyon contratou pouco, aliás, não contratou ninguém, só recebeu de volta alguns atletas emprestados. Em compensação, Kim Källström acabou se transferindo para a Rússia. Anteriormente, o assédio em cima do sueco era do Rubin Kazan, mas sua ida foi para o Spartak Moscou.

O Marseille está seguindo a mesma linha de raciocino do Lyon e enxugando o elenco. Poucas entradas e algumas saídas, a mais sentida foi a de Alou Diarra, que jogará no West Ham. O bom N’Koulou também pode sair, já que muitos acreditam ser ele a segunda opção do Milan, caso Mbiwa não seja contratado.

Salomon Kalou trocou o Chelsea pelo Lille (Foto: LOSC)

A equipe que talvez mais ameace o PSG é o Lille, que trouxe o experiente Salomon Kalou e os jovens Djibril Sidibé e Marvin Martin. Porém, a perda de Eden Hazard faz com que o nível da equipe decaia demais se relacionarmos com os parisienses.

O favoritismo do Paris Saint-Germain nesta temporada é muito maior do que na temporada anterior. Antes, Pastore e Gameiro eram promessas, Ménez uma dúvida e as apostas da zaga eram questionáveis, no papel, não era um grande time. Mas Thiago Silva, Lavezzi e Ibrahimovic são inquestionavelmente grandes reforços e deixam o time parisiense, aí sim, com um grupo forte no papel.

Se engrenar, ninguém pega!

Obs: Eu pretendia fazer uma prévia maior e melhor elaborada, mas as Olimpíadas me deixaram louco mesmo, nem me toquei do início da Ligue 1.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s