h1

A afirmação de Castro

28 de novembro de 2012

Gonzalo Castro se tornou titular absoluto do Leverkusen

Não parece, mas Gonzalo Castro surgiu na mesma safra de Manuel Neuer, Mesut Özil, Mats Hummels e Sami Khedira. O jogador do Bayer Leverkusen fez parte do time que conquistou o torneio europeu sub-21 em 2009, na final disputada e vencida sobre a Inglaterra, em noite mágica do possante Sandro Wagner.

Boa parte dos jogadores que citei no início do último parágrafo estão desenvolvendo a carreira, com boas funções em seus clubes – alguns até no exterior – e com participações importantes na seleção alemã de Jögi Löw. A exceção é Castro, que teve escassas oportunidades na seleção – nenhuma depois da Euro Sub-21 – e só agora começou a se firmar no Leverkusen.

A justificativa para esse contraste entre Castro e os demais jogadores da geração é simples: faltava identidade dentro de campo para o atleta. Ora escalado na lateral, ora escalado no meio-campo, Castro não criava raízes no time. Não que ser polivalente seja algo ruim, mas isso estava estragando o atleta do Leverkusen. Ele atuava em diversas posições e nem sabia dizer qual era sua verdadeira função dentro da equipe.

Eis que a diretoria do clube resolveu agir. A primeira atitude foi feita no final da última temporada. O confuso Robin Dutt foi mandado embora e o cargo de técnico passou a ser ocupado pela dupla Sascha Lewandowski e Sami Hyypiä, ambos, funcionários do clube há um bom tempo, sendo o último citado, jogador do time até o ano anterior.

Além disso, o clube alemão foi buscar na base do Real Madrid, Daniel Carvajal, lateral-direito de imenso futuro e com passagens nas seleções de base da Espanha. Estava resolvida a situação do lado mais problemático da defesa do Leverkusen, afinal, o espanhol se adaptou rapidamente ao fussball. E Castro? O que seria feito com ele? Lewandowski e Hyypiä encontraram a solução: efetivaram-no de vez no setor de criação do time.

Castro, além de lateral-direito, já havia atuado na lateral oposta, de volante e na armação do time, seja pelo flanco, seja pelo centro. Colocá-lo pra valer em um local onde pode atacar sem deixar brechas, como fazia na defesa, era primordial para a conquista de confiança do jogador. O resultado é visto em campo.

Após a goleada aplicada sobre o Werder Bremen nesta quarta-feira, Castro completou seu 13° jogo seguido como titular do Leverkusen, todos atuando no setor ofensivo, seja no meio-campo, seja no ataque. Contra o Bremen, Castro marcou dois gols e chegou à marca de cinco na Bundesliga, sendo que já tinha contabilizado dois na Europa League. Além disso, o personagem desta matéria já deu duas assistências no Campeonato Alemão e é, ao lado de Stefan Kiessling e André Schürrle, o único a participar de todas as 14 partidas do time no torneio nacional.

Foram precisos alguns anos de atraso para Castro conseguir se firmar e torna isso possível usando as características que não lhe davam boa notoriedade na lateral, como conduzir a bola com liberdade sem se preocupar com suas costas e partir pra cima dos adversários, buscando driblar em velocidade. Castro era um “lateral Sorín”, mas fazia o Leverkusen pagar um preço caríssimo por isso. Fora desta posição, o preço quem acaba pagando são seus adversários.

Castro deixou sua marca em duas oportunidades contra o Werder Bremen

Só porque Castro está, finalmente, se firmando no Bayer Leverkusen, não quer dizer que ele já merece uma vaga na seleção alemã. Se tivesse se fixado na lateral, poderia até sonhar em ocupar a reserva de Lahm, mas já que suas características não permitiram isso, terá de disputar posição com Reus, Götze, Özil, Podolski, Schürrle, Müller… Um pouco complicado, não?

Mas já anima vê-lo bem no Leverkusen. A Alemanha, como não é segredo para ninguém, tem revelado excelentes atletas nos anos recentes e notar que um não está vingando, é ruim pro atleta e pra imagem do clube formador. Cabe valorizarmos a sensibilidade da excelente dupla Lewandowski e Hyypiä, que perceberam a necessidade de fixá-lo em uma função mais clara.

*Crédito das imagens: Getty Images

One comment

  1. Muitos jogadores são prejudicados por poderem jogar em diversas posições



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: