Bayern x Dortmund – Perfil dos elencos

A grande semana da temporada 2012/13 na Europa chegou. No próximo sábado (25), Bayern de Munique e Borussia Dortmund irão se enfrentar no estádio Wembley, em Londres, valendo o título máximo de clubes do continente.

Como não poderia deixar de ser, o Futebol Europeu Online preparou uma série de posts especiais para a grande decisão do sábado. Para dar o pontapé inicial, você confere o perfil dos prováveis 22 jogadores titulares da partida com a análise deste blogueiro que vos escreve.

Confira:

Bayern x BVB - Goleiros

“Todo bom time começa com um bom goleiro”, essa frase antiga deve ser usada para descrever Bayern e Dortmund – e para a maioria dos times alemães. No lado bávaro, Manuel Neuer veste a camisa 1 e também é o titular da seleção alemã, no lado borussiano, quem ocupa o mesmo status é Roman Weidenfeller, dois goleiros de alto nível.

Neuer é o tão esperado substituto de Oliver Kahn. Os bávaros apostavam suas fichas em Rensing, que hoje é reserva do Bayer Leverkusen, depois em Thomas Kraft, titular do Hertha Berlin, mas nenhum dos dois vingou. A alternativa foi Neuer, goleiro do Schalke, que finalmente trouxe segurança a meta bávara quebrando vários recordes e justificando o alto investimento.

Já Weidenfeller foi ensinado na tradicional escola de goleiros do Kaiserslautern e já está há mais de dez anos no Borussia Dortmund. Ele já disputou mais de 250 partidas pelo clube e é sinônimo de segurança na meta. Com um time muito ofensivo, muitas vezes a bomba explode na defesa e sua participação tem sido muito importante.

Não ouso dizer quem é melhor, não escondo meu gosto pela técnica e segurança de Weidenfeller, apesar de não ser goleiro de seleção como Neuer. Os dois times estão bem servidos na função, isso é fato.

Bayern x BVB - LD

Em minha visão, a final da Uefa Champions League colocará frente-a-frente os dois melhores laterais-direito do mundo. Philipp Lahm é mais completo, marca e ataca com extrema eficiência, apesar de ter vivido momento de instabilidade na temporada passada, já o polonês Piszczek não é tão firme defensivamente, mas é uma flecha no ataque, se tornando uma ótima opção ofensiva ao lado do compatriota Kuba.

Geralmente as laterais dos dois times servem como “válvulas de escape”, mas essa final será muito estudada e de poucos espaços. Lahm deverá estar ocupado com Reus e Götze que deverão agir em seu lado, assim como Piszczek terá enormes preocupações com a dupla Ribéry e Alaba. Creio que suas participações mais efetivas serão defensivas.

Bayern x BVB - Z1

Nessa disputa, não há dúvidas que Subotić leva vantagem. O sérvio é mais técnico, mas não teme em dar chutões quando necessário. É um ponto de equilíbrio na defesa do Borussia Dortmund e se completa com Hummels.

Daniel van Buyten não é o zagueiro dos sonhos, mas não o considero tão ruim como muitos pregam. Apesar da altura, o belga tem alguma desenvoltura com a bola no pé e amadureceu com o tempo, comprometendo menos. Além disso, seus quase dois metros de altura lhe dão muita vantagem na bola aérea. O que pode pesar é o trauma da final de 2010, onde ficou marcado por ser entortado pelo argentino Diego Milito na final do Santiago Bernabéu. Até por isso, não seria nenhuma surpresa a entrada de Jérôme Boateng em seu lugar.

Bayern x BVB - Z2

Dante e Hummels são os principais jogadores da defesa de seus times. O brasileiro mostrou enorme personalidade ao vestir a camisa do Bayern após vários anos em clubes que até possuíam tradição, mas que não almejavam do status bávaro. Ele é titular absoluto e conseguiu seu espaço na seleção brasileira.

Já Hummels é cria do próprio Bayern, mas não foi aproveitado. O Dortmund sentiu a oportunidade e, hoje, conta com o principal zagueiro do país. Apesar disso, sua temporada não foi das melhores. Além de algumas lesões que o tiraram de diversos jogos, o jovem defensor cometeu algumas falhas grotescas durante a temporada, o que só reforça a minha teoria de que Hummels não comete erros isolados, se ele falhar, pode ter certeza que ele irá repetir o erro durante a partida.

Por esse fator, creio que Dante leva ligeira vantagem. É óbvio que Hummels é um zagueiro de maior qualidade, mas o brasileiro parece ter mais sangue frio e isso pesa.

Bayern x BVB - LE

Outra disputa boa, mas de jogadores com características diferentes. David Alaba, apesar de ter surgido mesmo como lateral, já foi aproveitado no meio campo e sempre mostrou ótimas qualidades ofensivas. O austríaco possui mais técnica e consegue “casar” bem seu estilo com o francês Franck Ribéry que atua em seu lado.

Marcel Schmelzer é um lateral à moda antiga. Seus avanços ao ataque são mais eficazes e menos cadenciados. O alemão tem bom chute de esquerda e faz valer também em seus cruzamentos. Nesta temporada, cresceu de rendimento defensivamente porque Grosskreutz perdeu espaço para Reus, diminuindo o auxílio que vinha do camisa 19.

Nesta final, nenhum dos dois leva vantagem em minha visão. Alaba terá que parar a forte dupla Kuba e Piszczek, enquanto Schmelzer terá de segurar Robben – querendo tirar a fama de pipoqueiro – e o eficiente Lahm. Missão dura para ambos.

Bayern x BVB - V1

Tudo que você já ouviu de “volante moderno” pode ser integrado nas duas duplas de volantes. Começando pelos responsáveis pelo trabalho sujo no meio-campo. No Bayern, esse cara é Javí Martínez, contratação cara e que desbancou Luiz Gustavo na cabeça de área. Apesar de jogar mais avançado que Schweinsteiger, o espanhol acaba pegando mais firme na marcação, não à toa tem quatro cartões amarelos na Liga dos Campeões. Isso não o impede de chegar forte no ataque, demonstrar eficiência na bola aérea e nos chutes de média distância.

Sven Bender assumiu a titularidade no Dortmund apenas na reta final de temporada. O experiente Sebastian Kehl era o titular na função e o camisa 6 só conseguiu tomar a posição nos jogos decisivos da Liga dos Campeões. Bender é dinâmico e tem excelente passe, não desempenha a liderança de Kehl, mas tem mais vigor.

Bayern x BVB - V2

Chegamos agora em Schweinsteiger e Gündoğan, dois volantes de características semelhantes: dois meias que aos poucos adequaram seus estilos às funções defensivas. Schweini chegou a atuar como ponteiro no início da carreira, hoje é o volante mais recuado do Bayern, armando o jogo da cabeça de área. Já Gündoğan sempre atuou pela faixa mais central, ora como meia, ora como volante. O jogador de origens turcas sempre se incorpora a linha de três meias do Dortmund e demonstra várias qualidades na distribuição de jogo e na condução de bola.

Schweinsteiger talvez seja o principal jogador da Liga dos Campeões e nisso leva vantagem, mas sendo um dos jogadores que passou pelos dramas dos vices recentes do clube, pode sentir a partida, coisa que tem sido rotineira em jogadores de sua geração.

Bayern x BVB - MD

A faixa direita do gramado dos dois times possui jogadores de qualidades e características diferentes. Robben é mais habilidoso, técnico e tem um preciso chute de perna esquerda, enquanto Kuba é muito voluntarioso, tem bom controle de bola, finaliza bem e pode desempenhar mais de uma função.

Nesse caso, apesar da vantagem técnica do holandês, atribuo a vantagem no confronto ao polonês. Para começo de conversa, Robben só ganhou a posição de titular com a lesão de Toni Kroos, além disso, ficou marcado por erros em momentos decisivos por Bayern e seleção holandesa. Não creio que sejam casos isolados, Robben tem um lado pipoqueiro e muitas vezes ele fala mais alto.

Bayern x BVB - ME

Disputa altamente equilibrada entre Ribéry e Reus. O francês está há um bom tempo no Bayern e sempre foi um jogador decisivo, porém, baterá de frente com a dupla Kuba e Piszczek que tem lhe causado inúmeros problemas nos embates recentes.

Marco Reus chegou nesta temporada ao Dortmund, mas parece estar há anos no clube. Apesar da idade, o meia nunca tremeu nas horas decisivas e marcou em partidas importantes da Liga dos Campeões como contra o Manchester City e o Málaga.

Difícil apontar quem leva vantagem neste duelo, a única coisa certa é que os laterais adversários terão dificuldades na marcação, principalmente quando tiveram que subir ao ataque.

Bayern x BVB - MA

Junto com Reus, citado anteriormente, Müller e Götze formam o trio de ouro do futebol alemão. Além de atuarem juntos na seleção alemã, os dois estarão juntos em 2013/14 no Bayern, já que o borussiano reforçará o time bávaro. A situação de enfrentar um futuro clube pode não pesar – isso é normal na Alemanha – mas a pressão em cima de um rapaz que tem apenas 20 anos pode complicar. É nesse ponto que Jürgen Klopp deve se concentrar no trabalho psicológico com Götze.

É por isso que considero Müller como uma peça mais decisiva na partida. Ele pode não ter a habilidade e nem a técnica do adversário, mas possui uma estrela enorme. Além dos gols contra o Barcelona na semifinal, o meia-atacante fez o gol bávaro na última final europeia.

Bayern x BVB - CA

Mandžukić e Lewandowski possuem características semelhantes, mas elas são exploradas de formas diferentes em seus times. Ambos podem atuar fora da área como armadores, mas são empurrados para o ataque. Essa função é explorada no croata com a troca de posição com Müller, movimentação essa que provoca confusão nas defesas adversárias. Já Lewandowski não sai tanto da área, mas quando a deixa é para fazer tabelas rápidas que deixam os três meias próximos do gol.

Difícil apontar uma vantagem nessa situação. Lewandowski é mais atacante, seus dez gols contra dois do croata mostram isso, mas suas funções táticas são de extrema importância para a participação dos meias no ataque. Dou um voto de confiança para o polonês pela sua capacidade técnica.

Bayern x BVB - DT

Duelo antagônico entre os técnicos. Josef “Jupp” Heynckes já está em sua terceira passagem pelo Bayern, nono clube de seu currículo, e busca também o nono título de sua carreira, segundo de Liga dos Campeões da Europa. Klopp é 22 anos mais novo, mas já é um dos técnicos mais reconhecidos na Europa.

O título passa pelos dois. Bayern e Dortmund se conhecem muito bem, assim como os treinadores sabem das possíveis cartas nas mangas que o oponente pode ter. Nisso Heynckes leva vantagem. Além de ter um elenco maior, ele já demonstrou saber alterar melhor durante os jogos. Klopp até consegue explorar ao máximo seu plantel, mas nunca fui um grande “alterador”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s