Bomba prestes a explodir

A crise sem precedentes que afeta o Lille ganhou como capítulo chave a invasão de campo, somada a agressões a jogadores no último sábado (10), no empate por 1 a 1 com o Montpellier. Os Dogues, que começaram a temporada francesa sonhando alto, ocupam a penúltima colocação, com 28 pontos, e hoje seriam rebaixados para a segunda divisão. Um choque e tanto para os torcedores que subiram no topo do país há menos de dez anos.

A invasão de campo, além de um ato lamentável e que pode custar caro ao clube, é o ato maior de uma torcida que começou o ano pensando em bater de frente com o PSG e hoje batalha para ultrapassar o Troyes nas últimas colocações.

Óbvio que muito da responsabilidade pelo trágico momento recai sobre Gerard López, o milionário proprietário que completou um ano no clube em janeiro deste ano e só viu problemas desde então – passando pelos resultados em campo, as escolhas dentro das quatro linhas e até mesmo aos problemas financeiros.

Mas vale questionarmos: qual o papel de Marcelo Bielsa dentro disso tudo? O argentino, que veio para a segunda passagem em solo francês com a promessa de ser a grande cabeça pensante do novo projeto do clube, promoveu uma verdadeira revolução nos Dogues, que atenderam a maioria de seus caprichos, desde estrutura, diretores e, principalmente no elenco.

Nomes como Rio Mavuba, Marko Basa e Vincent Enyeama, há anos no clube e absolutamente identificados com a torcida, foram deixados de lado e, em seus lugares, uma lista incontável de jovens promessas que abaixaram a média de idade do time para 22,3 anos.

O rejuvenescimento do elenco, que parecia ser positivo, tendo em vista que alguns dos veteranos estavam em reta final de carreira e muitos dos garotos contratados são, sim, muito bons, se tornou um total desastre. Os jovens, sem referências dentro e fora de campo, não conseguiram render e Bielsa não foi capaz de aplicar seus métodos como pensava.

Foi embora em litígio com o clube, tem disputas judiciais até hoje e deixou um prejuízo imensurável. Quem traz El Loco sabe que há o “pacote Bielsa”. Erro de Lopez em aceitar isso ou do argentino em promover essas mudanças e largar o barco à deriva?

Bielsa foi um dos fieis da balança para a crise do Lille | Foto: Getty/The Independent

Michel Seydoux, histórico ex-presidente do Lille, não pestanejou ao dizer que é Bielsa o culpado por tudo. Citou as trocas no elenco e ainda disse admirar o técnico Christophe Galtier, que tem feito o possível para evitar o rebaixamento do clube. “Bielsa destruiu o clube, de certa maneira”, afirmou à RTL.

Em meio a isso, tem o impasse do clube com a Direção Nacional de Controle de Gestão (DNCG), que aperta a diretoria quanto as garantias financeiras para disputar a Ligue 1. Começou com a proibição de contratar na janela de inverno (que era uma esperança de recuperação para a temporada) e complementou com uma espécie de “rebaixamento preventivo”, caso não apresente as garantias financeiras necessárias.

Independente de quem seja o culpado, o Lille precisa reagir urgentemente. Além da penúltima colocação, os Dogues possuem a terceira pior campanha em casa, a quarta defesa mais vazada e venceram apenas dois de dez jogos em 2018.

Até o fim da temporada, Galtier e seus comandados terão encrencas pela frente das mais variadas partes da tabela. Terá Monaco e Marseille longe de casa, além dos confrontos diretos contra Amiens, Toulouse e Metz.

E ainda precisamos esperar para ver os reflexos da selvageria do último sábado. Casos recentes apontam para punições severas, em que pese o fato de o clube ter aberto investigações para encontrar os culpados. Analisando episódios antigos, a imprensa local cogita desde a interdição do estádio a até jogos com portões fechados ou com campo neutro.

Enquanto isso, a nove rodadas do fim, o Lille vai escutando o “tique-taque” da bomba acelerar cada vez mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s