É relativo

Robben teve grande atuação na evolução bávara (Witters)

Há algumas semanas, o Bayern de Munich ia até o Giuseppe Meazza e batia a Inter por 1×0, gol de Mário Gómez, em jogo válido pela Champions League. Naquela época, o time alemão estava em boa fase, dos 7 jogos que havia feito em 2011, tinha perdido somente um, empatado mais um e vencido cinco. A Inter também viva boa fase na época. Tinha perdido somente dois jogos no ano, mas pelo modo que a equipe jogou – cautelosa e pouco agressiva -, poucos apostariam em uma remontada.

Mesmo levando a Pokal e a Bundesliga, Van Gaal tem sua imagem desgastada

Após essa vitória sobre a Inter, o Bayern tinha três jogos cruciais e que serviam para provar a boa fase da equipe, mas nada feito. O time bávaro tomou 3×1 do Dortmund na Bundesliga, caiu na Pokal pro Schalke e para completar, tomou uma porrada do Hannover por 3×1 e viu a crise ser instalada no clube. Na segunda-feira seguinte, a diretoria do Bayern confirmou que Louis Van Gaal deixaria o comando técnico da equipe no fim da temporada. Decisão que pode-se dizer acertada, pois o holandês nunca agradou, tomava decisões duvidosas, embora tenha descoberto Müller. O que realmente podemos criticar é o tempo que foi dito isso. Cedo? Talvez sim, mas como o elenco do Bayern é milionário e experiente, os atletas devem assimilar bem esse anuncio. É aquela história, é melhor anunciar cedo, do que deixar que as especulações em torno de uma possível demissão de Van Gaal entrem no grupo e tirem o foco.

Enquanto a Internazionale fez só dois jogos, ambos com a dupla de Gênova e passou bem. Meteu 2×0 na Sampdoria fora de casa e em seguida goleou o Genoa por 5×2, com Eto’o marcando três dos sete gols. O camaronês é disparado o melhor jogador da Inter na temporada.

Tudo perfeito para mudar o roteiro do jogo da volta da Champions League que será disputada na Alianz Arena, mas a relatividade já conhecida do futebol apareceu.

Não é segredo pra ninguém que o futebol é relativo. O time que hoje vive fase de glórias e conquistas, pode estar amanhã em crise, contestado e em estado de guerra. Um jogo pode mudar tudo, no caso de Bayern e Inter, isso é verdade.

Era de se prever que com os resultados das duas equipes, a Internazionale chegaria na terça-feira com chances reais de virar a partida e se classificar. Como assíduo espectador da Bundesliga, eu já colocava o time italiano como favorito. Mas os resultados dessa rodada da Série A e da Bundesliga me fazem repensar sobre o assunto.

Podia ser pior... (EFE)

A Inter tropeçou na sexta feira diante do fraco Brescia – penúltimo colocado. O time comandado por Leonardo vencia por 1×0 – mais um gol de Eto’o, que vive grande fase – até aos 40 minutos do segundo tempo, quando Córdoba cabeceou pra trás e Caracciolo marcou. Minutos depois, Córdoba fez outra besteira e cometeu pênalti em Éder, só que o mesmo Caracciolo desperdiçou.

A Inter seguiu mostrando os velhos defeitos: O ataque funciona, a defesa não. Isso quando o ataque também não funciona, as funções não se invertem, nada funciona.

O resultado foi trágico para a Inter, que fica quatro pontos atrás do Milan. Só que os Rossoneros recebem no domingo o Bari, lanterninha da Série A, vitória praticamente certa. O Milan abriria então sete pontos e não seria somente o confronto direto que salvaria a Inter.

Bayern vai voltando a ter favoritismo (Witters)

Para complicar pro time italiano, o Bayern, que já tinha visto o Hannover – adversário direto por uma vaga na Champions League – tomar 4 do Colônia, fez hoje uma de suas grandes atuações – porém poucas – na temporada e ganha motivação extra. No clássico contra o Hamburgo, o time bávaro meteu 6×0, com grande atuação da dupla Robbéry. Robben fez três gols e deu uma assistência, enquanto Ribéry fez um gol e deu duas assistências. O holandês foi quem mais se destacou. Acostumado a ficar preso na direita, Robben se viu numa boa marcação de Aogo com Zé Roberto, então decidiu se movimentar. O primeiro gol dele foi na esquerda e no terceiro, ele começou pela direita e após tabela, se deslocou pro centro pra marcar.

O Bayern continua vivo na luta pela vaga na Champions League. A distância pro Hannover é de dois pontos e todos sabem que o time bávaro tem um elenco melhor, só não está apresentando isso no campo. Tem grandes chances de ficar com a 3ª vaga.

A história muda. A Internazionale vai para a Alianz Arena pressionada. Terá de tirar o 1×0 feito pelo time alemão e vê o título italiano fugir, ou seja, em dois jogos pode ver os dois títulos mais importantes da temporada irem pro espaço. Enquanto o Bayern está vivo na briga pela terceira vaga na Champions League, joga em casa e ainda tem a vantagem contra a Inter.

Essa é a relatividade do futebol, que a cada semana vê os mesmos times mudarem de clima e motivação para grandes jogos.

Precisava desse sofrimento no aniversário do “professor”?

 

Park fez o gol decisivo (PA)

Neste sábado, o técnico Alex Ferguson completa 24 anos no comando do Manchester United, mas seu time de presente, lhe deu um jogo suado e complicado diante de um dos últimos colocados, o Wolverhampton.

O jogo contra o Wolves começou com uma notícia triste, mas que não deixa de ser uma rotina. Owen Hargreaves, que voltava após dois anos, se contundiu com 6 minutos. Êta zica!!! O gol dos Red Devils custou a sair. Só aos 44 minutos, quando Fletcher deu belo passe para Park Ji-Sung mandar para as redes. Na etapa final, um dos pupilos de Alex Ferguson entrou e decidiu… pro adversário. Sylvan Ebanks-Blake, que jogou no United de 2004 à 2006 e era uma das grandes promessas do clube, mas que não deu em nada, entrou no lugar de Hunt aos 19 minutos do segundo tempo, no minuto seguinte, ele recebeu na grande área e não perdoou, caixa! O Wolves se retraiu e o Manchester mantinha seu time inteiro no campo de ataque. Park, que havia tentado umas duas vezes, cortes pro meio, na última conseguiu, passando por dois e finalizando no canto esquerdo de Hahnemann. É um gol de várias interpretações: de justiça, pelo time que atacou no último quarto da partida, de pecado ao time que batalhou para segurar um grande empate, mas de injustiça, pois o United não apresentou futebol que lhe fizesse merecer a vitória. O Manchester agora é o vice-líder com 23 pontos, só secando o Chelsea no clássico contra o Liverpool. O Wolves é o vice-lanterna com somente 9 pontos.

– O Tottenham é disso! Na terça-feira, os Spurs não tomaram conhecimento dos campeões europeus na Champions League, e neste sábado, foi derrotado pelo Bolton, no Reebok Stadium. Sem muitas dificuldades, The Trotters abriram 3×0, com dois gols de Kevin Davies e um de Steinsson. O Tottenham esboçou uma reação, descontando com dois belos gols de Hutton e Pavlyuchenko, mas no contra-ataque, Petrov matou o jogo nos 4×2. O Bolton está na surpreendente 5ª colocação com 15 pontos, uma posição abaixo, com o mesmo número de pontos vem o Tottenham.

Demais Resultados do Sábado

Birmingham 2×2 West Ham
Gols: Jerome, Ridgewell (BIR), Piquionne e Behrami [WHU]

Blackburn 2×1 Wigan
Gols:  Pedersen, Roberts [BLA] e N’Zogbia [WIG]

Blackpool 2×2 Everton
Gols:  Eardley, Vaughan [BLA], Cahill e Coleman [EVE]

Fulham 1×1 Aston Villa
Gols: Hangeland [FUL] e Albrighton [AVF]

Sunderland 2×0 Stoke
Gols: Asamoah Gyan (duas vezes) [SUN]

Amanhã

Arsenal x Newcastle
Manchester City x WBA
Liverpool x Chelsea

INTER TROPEÇA

 

Penaltizinho maroto..... (La Presse)

A Internazionale não atravessa um bom momento. Os Nerazzurri não mostram um bom futebol nesta temporada até quando vencem e hoje, contra o Brescia, a Inter tropeçou de novo.

Mesmo jogando no Giuseppe Meazza, o Brescia não se assustou e aos 14 minutos saiu na frente, com Caracciolo. Ainda na etapa inicial, a Inter perdeu Maicon, que saiu contundido. O gol de empate só veio aos 25 minutos da etapa final, com Samuel Eto’o. O resultado foi desastroso para a Inter, que fica com 19 pontos, na segunda colocação. A líder Lazio, tem 22 e amanhã tem clássico com a Roma, que vive mal momento, a chance dos Biancocellesti abrir sete pontos na ponta. É claro que empatar com a Inter é bom pro Brescia, mas em questão de classificação é ruim, pois a equipe fica na 16ª colocação, com 10 pontos.

– Como sempre pro Bologna, Marco Di Vaio foi decisivo pro Bologna. O artilheiro do Bolognesi foi decisivo com um gol e uma assistência pro gol de Gimenez na vitória por 2×0 sobre o Lecce. O Bologna é o 12º com 11 pontos, enquanto o Lecce também tem 11 pontos, mas é o 13º.

Domingo

Fiorentina x Chievo
Juventus x Cesena
Lazio x Roma
Napoli x Parma
Sampdoria x Catania
Udinese x Cagliari
Bari x Milan
Palermo x Genoa

Dias há mais na liderança

 

Tá dificil parar a Lazio (Reuters)

A Lazio segue imparável no Calcio. Os Biancocellesti venceram o Palermo fora de casa e estão disparando na ponta. Já são quatro pontos de vantagem para o segundo colocado co Calcio.

O único gol da partida foi do brasileiro André Dias, num belo chute. A Lazio mostrou ser mais eficiente que o Palermo, pois teve menos posse de bola (60%40), menos finalizações, mas acabou fazendo o gol. A Lazio agora tem 22 pontos, quatro à mais que a vice-líder Internazionale. O Palermo segue com sua campanha irregular. 10º colocado com 11 pontos.

– No clássico disputado no sábado, deu Juve. O Milan até teve mais posse de bola durante o jogo, mas tinha a famosa “falsa pressão”. Tinha a bola, mas criava pouco. A Juventus teve duas chances, com Quagliarella e Del Piero, abrindo 2×0. Ibrahimovic ainda descontou pros Rossoneros. Com o gol, Del Piero se tornou o maior artilheiro da Juve no Calcio. O Milan está na 3ª colocação, com 17 pontos, cinco atrás da Lazio. A Juventus é a 4ª com 15 pontos.

Napoli quer a Champions (AP)

O Napoli se estruturou para ir à Champions e vai encomodando. Os Azzurris venceram o Brescia e já estão entre os cinco primeiros. O único gol do jogo foi anotado por Ezequiel Lavezzi. O Napoli chega a 15 pontos e está na 5ª colocação do Calcio, enquanto o Brescia segue com sua má campanha. Os Biancoazzurri estão na 15ª colocação, com 9 pontos.

Demais Resultados

Genoa 0x1 Inter
Roma 2×0 Lecce
Bari 0x2 Udinese
Cagliari 2×0 Bologna
Cesena 0x1 Sampdoria
Parma 0x0 Chievo
Catania 0x0 Fiorentina

Classificação

P GD PTS
1 Lazio 9 7 22
2 Inter Milan 9 7 18
3 AC Milan 9 6 17
4 Juventus 9 8 15
5 Napoli 9 4 15
6 Sampdoria 9 3 14
7 Chievo 9 2 14
8 Udinese 9 -2 13
9 Roma 9 -3 12
10 Palermo 9 2 11
11 Genoa 9 -2 11
12 Lecce 9 -8 11
13 Cagliari 9 2 10
14 Catania 9 0 10
15 Fiorentina 9 -1 9
16 Brescia 9 -4 9
17 Parma 9 -2 8
18 Cesena 9 -5 8
19 Bologna 9 -6 8
20 Bari 9 -8 8

 

VILLARREAL TROPEÇA

 

Rossi salvou Villarreal nos acréscimos (EFE)

O Villarreal deu uma bobeira tremenda. Poderia ter ficado logo atrás do líder Real Madrid, mas acabou tropeçando diante do Sporting Gijón e evitou um tropeço maior.

O Villarreal cansou de perder gols, mas foi prejudicado pela arbitragem. Nilmar foi claramente derrubado na grande área e Iglesias Villanueva não deu nada. Na etapa final, a bola bateu na mão de Gonzalo, sem a mínima intenção, pênalti marcado. Diego Castro converteu. Ainda deu tempo para o mesmo Gonzalo tomar a frente de Barral de forma limpa, obviamente, Barral não passaria e caiu, o árbitro não só deu a falta como deu um segundo amarelo absurdo, e foi expulso. O Villarreal empatou num pênalti que também não ficou muito claro. Rossi converteu. O Villarreal fica na 4ª colocação com 20 pontos. O Sporting é o 15º com 9 pontos.

– O Atlético também deu bobeira. Ficou no empate contra o Almería no Vicente Calderón. O Atlético até saiu na frente com Agüero, aproveitando rebote de Diego, mas Piatti empatou. O Atlético é o 6º colocado com 14 pontos, já o Almería é o 16º com 8 pontos.

Demais Resultados

La Coruña 3×0 Espanyol
Racing 4×1 Osasuna
Málaga 1×2 Real Sociedad
Athletic 3×0 Getafe

Amanhã

Mallorca x Levante