Espanha procura o lateral que já tem

Carvajal se destacou no Leverkusen e o Real Madrid o recontratou (Foto: Bayer04.de)

Carvajal se destacou no Leverkusen e o Real Madrid o recontratou
(Foto: Bayer04.de)

Vice-campeã da Copa das Confederações, a Espanha retorna para a Europa com uma certeza: é necessário encontrar um lateral-direito de confiança. Álvaro Arbeloa, titular durante a competição, foi peça nula no ataque – algo que todos têm conhecimento – e conseguiu se sair mal na única função que exerce com relativa eficiência: marcação.

Na final diante do Brasil, o lateral do Real Madrid foi engolido pelo ataque adversário e o técnico Vicente del Bosque o substituiu no intervalo por César Azpilicueta. O jogador do Chelsea, em contrapartida, nunca mais foi o mesmo desde sua primeira temporada no Olympique de Marseille quando arrancou diversos elogios da imprensa francesa antes de lesionar-se gravemente.

A bola da vez para 2014 – e o futuro – tem nome e futebol para ser um dos melhores do mundo na posição durante as próximas temporadas: Daniel Carvajal.

O lateral de 21 anos é cria do Real Madrid, mas sempre se destacou no time B dos Merengues. Em 2012, Carvajal foi comprado pelo Bayer Leverkusen para suprir um problema crônico dos alemães, a lateral-direita. Antes da chegada do espanhol, diversos jogadores foram titulares na função, entre eles Gonzalo Castro, Daniel Schwaab e Vedran Ćorluka, e nenhum conseguiu agradar.

Carvajal não só convenceu a torcida do Leverkusen como foi, para muitos, o melhor lateral-direito da última edição do Campeonato Alemão. Durante a temporada, ele fez um gol e distribuiu oito assistências, tendo, também, média 3,09 pela revista alemã “Kicker” – as notas são de 1 a 5 e decrescentes.

Para esta temporada, Carvajal foi recontratado pelo Real Madrid, desta vez para atuar no time principal comandado por Carlo Ancelotti. A experiência com o técnico italiano, aliás, deve ser de extrema importância para o garoto que costuma atacar muito e foi ponto vulnerável em alguns jogos do Leverkusen. Reconhecidamente um treinador que preza pela defesa, Carletto pode ensinar os macetes que o garoto precise para evoluir na posição.

Caso vingue em seu clube formador, Carvajal, por consequência, desbancará o atual titular da posição, Arbeloa e também entrará no radar de Vicente del Bosque para a seleção espanhola. E hoje, pelo menos a mim, não restam dúvidas: Daniel Carvajal é o melhor nome para a lateral-direita de La Roja.

DEMAIS AJUSTES

Michu pode ser a solução do ataque espanhol? (Foto: BBC)

Michu pode ser a solução do ataque espanhol?
(Foto: BBC)

Sem o madridista Xabi Alonso, Vicente del Bosque abriu mão de utilizar dois volantes mais fixos para colocar um centroavante no time, abdicando do “falso nove”. A nova tática não deu certo. Roberto Soldado, apesar da ótima temporada no Valencia – 30 gols em 46 jogos – não agradou na Copa das Confederações, tendo marcado apenas um gol nos seus seis chutes nas partidas contra Uruguai e Nigéria.

Apesar disso, Soldado segue sendo a melhor opção de ataque ao lado de outros dois não convocados: Álvaro Negredo e Michu. O primeiro fez 31 gols em 42 jogos pelo Sevilla na última temporada e vivia a expectativa de ser lembrado por Del Bosque na lista final da Copa das Confederações, já Miguel Pérez Cuesta, o Michu, foi um dos principais nomes do surpreendente Swansea City na Premier League. Autor de 22 gols na última temporada, o jogador nunca foi convocado para a seleção espanhola.

Apesar de artilheiros do time na competição, Fernando Torres e David Villa deveriam ser considerados “passado” por Del Bosque. Somando o desempenho dos dois atletas, acumulam-se oito gols, porém, sete contra o frágil Taiti. Retrato nítido da decadência da dupla.

Vicente del Bosque também deve olhar com carinho para o substituto de Xavi Hernández. O mastro do Barcelona vem caindo na carreira, não só fisicamente, mas tecnicamente também. Seus 33 anos já dão indícios de que seu momento já está passando e que um substituto deve ser encontrado. Na Catalunha, o maior nome era Thiago Alcântara, mas ninguém sabe qual será seu futuro nas próximas temporadas.

O grande fato é que a Espanha chegou, merecidamente, como grande favorita ao título da Copa das Confederações e com pompa de maior seleção do mundo, porém, deixou o Brasil cercado de dúvidas quanto a seu futuro. Dos cinco jogos, só agradou na estreia contra o Uruguai – com todo respeito, não dá pra considerar o Taiti –, depois disso, passou sufoco no primeiro tempo contra a Nigéria, foi inferior a Itália e viu a seleção brasileira massacrá-la no Maracanã.

Ajustes precisam ser feitos e Del Bosque não pode reclamar de falta de opções.

Seleção do primeiro turno

O primeiro turno da Bundesliga chegou ao seu final com o Bayern muito próximo do título. Apesar das dezoito rodadas que ainda faltam ser disputadas, o time bávaro lidera a competição com nove pontos de vantagem para o vice-líder, Bayer Leverkusen, e mais doze em relação com o bicampeão Borussia Dortmund. Além do mais, os comandados de Jupp Heynckes possuem o ataque mais produtivo, com 44 gols, e a defesa menos vazada, com apenas sete gols sofridos.

Apesar de ser líder absoluto, o Bayern não foi completamente dominante na seleção do primeiro turno armada pelo blog “Europa Football”. Nomes de destaque dos surpreendentes Bayer Leverkusen e Eintracht Frankfurt também figuram na lista.

Confira abaixo, os onze jogadores que fazem parte desta seleção, com alguns acréscimos abaixo:

Os onze melhores do primeiro turno da Bundesliga

Os onze melhores do primeiro turno da Bundesliga

1 – Kevin Trapp – Eintracht Frankfurt

Com a queda do Kaiserslautern para a segunda divisão, Kevin Trapp arrumou suas malas e foi pra Frankfurt defender o Eintracht. Sem grandes dificuldades, assumiu a titularidade do time de Armin Veh e se tornou um dos grandes nomes desse primeiro turno de Bundesliga com importantes defesas, sendo o homem chave da defesa. O goleiro de 22 anos atuou em todas as partidas do Frankfurt, deixando o veterano Oka Nikolov no banco. Trapp ainda não é especulado na seleção alemã, muito pela enorme concorrência, mas fica o registro de suas excelentes atuações pelo Eintracht.

2 – Daniel Carvajal – Bayer Leverkusen

Os antigos problemas nas laterais do Leverkusen foram solucionados com a contratação de Daniel Carvajal, de 22 anos. O espanhol é cria do Real Madrid e obteve destaque atuando no time B dos Merengues. Os alemães optaram por apostar no garoto e se deram muito bem. Carvajal não passa apuros defensivos e tem sido uma excelente arma ofensiva. Neste primeiro turno, o lateral-direito marcou um gol e deu cinco assistências.

3 – Philipp Wollscheid – Bayer Leverkusen

O Bayer Leverkusen também tinha problemas no miolo de zaga. Muita gente passou por lá, ninguém resolveu. Sem medo de desafios, Philipp Wollscheid chegou do Nürnberg e assumiu a titularidade com personalidade. O alemão de 23 anos participou de quase todos os jogos do Leverkusen e conseguiu manter a regularidade, tornando a defesa, antigo problema, um dos setores mais fortes do time. O Leverkusen sofreu somente 22 gols no primeiro turno, tendo a quarta melhor defesa. Além disso, Wollscheid concluiu quase 90% de seus passes neste primeiro turno.

4 – Dante – Bayern

A zaga do Bayern de Munique nunca foi aquele “senhor problema” que muitos saíram pregando na última temporada. O problema estava no fato de Boateng e Badstuber serem instáveis, mas se entendiam bem. Para dar uma sustentação maior na defesa, os bávaros foram atrás do brasileiro Dante, que vinha de excelentes temporadas pelo Borussia Mönchengladbach. Escolha perfeita! Perto dos trinta anos, Dante vive a melhor fase da carreira e se tornou titular do time com muita tranquilidade, virando peça de confiança de Jupp Heynckes. O brasileiro tem mostrado segurança e enorme frieza ao vestir a pesada camisa bávara, fazendo por merecer uma chance na seleção brasileira.

6 – Bastian Oczipka – Eintracht Frankfurt

O nome é complicado de falar e escrever, mas a participação de Bastian Oczipka neste primeiro turno de Bundesliga descomplicou a vida de seu time. Após algumas temporadas sendo emprestado de time em time pelo Bayer Leverkusen, o jogador de 23 anos se tornou titular do Eintracht Frankfurt e foi uma das principais peças ofensivas do time de Armin Veh. Além de participar de todas as partidas das Águias, Oczipka deu oito assistências, número extraordinário para um lateral-esquerdo.

5 – Pirmin Schwegler – Eintracht Frankfurt

Parte da boa campanha do Frankfurt neste primeiro turno não se deve apenas aos já citados Trapp e Oczipka, mas também passa pelos pés do volante e capitão Pirmin Schwegler. Capaz de marcar firme, o suíço tem se notabilizado pelos passes. Segundo o site oficial da Bundesliga, Schwegler tem 82% de passes completados e já tem duas assistências. Além disso, o volante ajudou o Frankfurt nas goleadas sobre Werder Bremen e Hoffenheim, marcando um gol em cada jogo.

8 – Toni Kroos – Bayern

Sou fã do estilo de jogo de Toni Kroos. Meia técnico, de bom passe, ótima visão de jogo, chegada a área e finalização. É o que chamamos de “jogador moderno”, cumpre bem suas funções defensivas e ofensivas, se tornando uma peça que qualquer técnico gostaria de ter em seu time. Sorte de Jupp Heynckes que viu Kroos marcar seis gols e dar cinco assistências nesse primeiro turno. Na opinião deste humilde blogueiro, o 39 bávaro foi o melhor jogador da Bundesliga depois de Ribéry.

9 – Thomas Müller – Bayern

Quem diria que o garoto que há um ano se prendia ao time titular do Bayern pelo simples motivo de ter sido a revelação da Copa de 2010, hoje seria um dos principais nomes da Bundesliga? Essa é a história de Thomas Müller. O meia-atacante de 23 anos se deu muito bem nesse Bayern com mais mobilidade e viu seu jogo encaixar com o novo centroavante Mandžukić. Müller deixou o primeiro turno com nove gols e nove assistências.

10 – Mario Götze – Borussia Dortmund

Livre das lesões que o atormentaram no segundo turno da temporada passada, a jovem estrela do Dortmund, Mario Götze, pôde mostrar o seu melhor futebol a Alemanha. Sem encontrar problemas para se adaptar ao time com o novo contratado Marco Reus, o camisa 10 do Borussia Dortmund fez excelente primeiro turno, onde marcou seis gols e deu quatro assistências. O tento mais importante foi contra o Bayern na Allianz Arena, onde evitou a derrota para o time bávaro.

7 – Franck Ribéry – Bayern

Dos 17 jogos do Bayern neste primeiro turno de Campeonato Alemão, o francês Franck Ribéry participou de apenas 12, número suficiente para entrar na seleção do torneio e ainda se tornar o principal nome do turno. Foram sete assistências distribuídas durante a dúzia de jogos, além de outros quatro gols marcados. Segundo a lenda bávara, Paul Breitner, que recentemente esteve no Brasil, Ribéry é o melhor jogador da Bundesliga e um dos melhores do mundo. Não consigo discordar dessa afirmação.

11 – Stefan Kiessling – Bayer Leverkusen

Stefan Kiessling começa a dar novos rumos a sua inconstante carreira. Após idas e vindas que foram marcadas por participação em Copa do Mundo e a amargura do banco de reservas no Leverkusen, o centroavante de 1,91m vai curtir suas férias como artilheiro do Campeonato Alemão. Autor de 12 gols e quatro assistências em 17 jogos, Kiessling deixa uma pulga atrás da orelha de Löw, afinal, a Alemanha tem apenas Klose e Gomez pro ataque. Será que o desajeitado atacante do Leverkusen volta a seleção?

Menções honrosas: ter Stegen (Gladbach), Klose (Nürnberg), Luiz Gustavo (Bayern), Diego (Wolfsburg), Huzti (Hannover), Juan Arango (Gladbach), Meier (Frankfurt), Holtby (Schalke) Lewandowski (Dortmund)