Mais alguns meses na fila…

Esse torcedor está com sede de títulos (AFP)

No vídeo acima, você viu a final da FA Cup 2004/05, disputada entre Arsenal x Manchester United, vencida pelos Gunners. Acontece que de lá pra cá, o time londrino não ganhou nada.

Naquele jogo disputado no Millennium Stadium, o Arsenal que jogava desfalcado de Henry, segurou o 0x0 no tempo normal e no extra e nos pênaltis, Scholes errou pro Manchester e os Gunners se sagraram campeões da FA Cup.

Era um time que tinha uma boa base e também tinha tudo para se manter no topo durante um bom tempo. Mas não foi isso que se viu…

Na temporada seguinte, o Arsenal terminou em 4º na Premier League, caiu pro Bolton na fase oitavas de final da FA Cup, caiu pro Wigan na semifinal da Carling Cup, além do que seria o título mais importante de sua história, a Champions League, perdida na final pro Barcelona, em jogo que tinha tudo pra ser épico. Logo no início do jogo, Lehmann foi expulso por fazer falta em Eto’o, mesmo assim os Gunners marcaram com Campbell, mas após serem pressionados na segunda etapa inteira, sofreram a virada.

Na temporada 2006/07, o Arsenal terminou novamente em 4º na Premier League, caiu nas oitavas de final da FA Cup em dois jogos contra o Blackburn, caiu pro PSV na Champions League e ainda perdeu de virada a Carling Cup. Na final disputada contra o Chelsea, os Gunners saíram na frente com Walcott, mas Drogba fez dois e deu o título pros Blues.

Na temporada 2007/08, o Arsenal acabou com a 3ª colocação na Premier League, caiu nas oitavas de final da FA Cup após tomar 4×0 do Manchester, caiu pro Liverpool nas quartas-de-final da Champions League e caiu vergonhosamente na Carling Cup. O Arsenal pegou nas semifinais da competição o grande rival londrino, Tottenham e após 1×1 na ida, os Gunners tomaram 5×1 dos Spurs.

Em 2008/09, veio o 4º lugar na Premier League, caiu pro Manchester nas semifinais da Champions League e também na fase anterior a final, caiu pro Chelsea na FA Cup. Na Carling Cup que veio a eliminação vergonhosa. Nas quartas-de-final, o Arsenal caiu pro Burnley, após uma derrota por 2×0.

Na temporada 2009/10, 3º lugar na Premier League, eliminação pro Barcelona na Champions League, caiu nas quartas de final da Carling Cup pro Manchester City e na FA Cup, se rendeu ao “FuteBolton”. 3×1 pro Stoke City e time muito criticado.

Quem te viu... (PA)

Para completar essa lista de fracassos londrinos, faltava uma derrota acachapante para um time inferior em uma decisão. Isso aconteceu hoje. O Arsenal pegava o Birmingham, 16º colocado da Premier League. Os Gunners eram amplos favoritos, mas caíram para um time aguerrido e também pros próprios erros.

Os Blues abriram o placar com Zigic, que à princípio estava marcado por Djourou, que por motivo estranho, saiu de perto e deixou o gigantão sérvio livre pra marcar. No finalzinho da etapa final, quando a partida já estava 1×1 – Van Persie empatou – veio o grande erro do Arsenal. Após toque de cabeça de Nikola Zigic, a bola vinha fraquinha, Szczeszni faria defesa tranquila, só que Koscielny se antecipou e…furou feio, atrapalhando o goleiro Gunner, a bola sobrou limpinha para Oba Oba Martins, que mandou pras redes.

Quem diria? Obafemi Martins entra pra lista de “quem é vivo sempre aparece”. Andava sumidão o nigeriano e do nada faz um gol importantíssimo para a história de um clube.

O Birmingham tem seus méritos, é claro. Foi aplicado, marcou forte e em nenhum momento se omitiu. Foi pro ataque, Alex McLeish não recuou seu time – aliás, Martins estava no banco e entrou no lugar de um meio campista, mudando o esquema dos Blues -, contou com Foster em dia inspirado – o goleiro foi eleito o melhor da final – e mereceu ser campeão, mas o post destaca a fila do Arsenal e o impacto dessa derrota deve ser gigante.

Você imagina: Chega numa final como favorito, sai atrás, é ajudado pela arbitragem, busca o empate e no final do jogo, comete uma falha grotesca e perde o título, e ainda levando em conta esse retrospecto do Arsenal de ser um time “amarelão”, que impacto que essa derrota vai causar? Que impacto vai causar a um time de garotos, que via esse título como razão da confiança pra buscar a Premier League, buscar a FA Cup e eliminar o Barcelona na Champions League? Certamente não será um impacto bom. A fama de amarelão vai continuar, a fama de time que joga um futebol bonito mas que não ganha nada permanecerá. O time vai pegar nessa semana o Leyton Orient, pelo replay da FA Cup. The O’s chegarão certamente, com muita motivação, vai pegar um time da primeira divisão, não perde há dez jogos na terceira divisão e vai pegar um time em clima de velório. As chances do Leyton Orient aumentam bastante!

Se já é assim pro Leyton Orient, imagina pro Barcelona, que terá de vencer o Arsenal por um simples 1×0 pra se classificar na Champions League?

É uma derrota que derruba a motivação do Arsenal. Haviam torcedores que sonhavam com 4 títulos nessa temporada, pelo jeito terão de se contentar com nenhum título e mais um ano na final…

Em contrapartida, Birmingham fazendo história (Getty Images)

Anúncios

Palpites???

 

Será que o tiozinho sabe quem serão os finalistas?

Após o fim de semana que tivemos o “início” da FA Cup – após duas fases, enfim os grandes entraram -, o meio de semana ficou reservado para a Carling Cup.

A segunda copa mais importante da Inglaterra está na sua fase semifinal. Nos dois jogos que tivemos, vimos partidas equilibradas e com placares parelhos e com difíceis previsões pros jogos de volta e obivamente, um palpite pros finalistas.

A Carling Cup pode ser a salvação tanto do West Ham, quanto do Birmingham (Reuters)

Certamente, o jogo que menos dá prognóstico é entre equipes que ocupam a parte debaixo da tabela da Premier League, West Ham x Birmingham. O jogo foi entre essas duas equipes foi muito equilibrado. Ora um dominava, ora outro dominava. Mas é aquela história. Num jogo de dois times de ponta, um jogador capaz de fazer algo diferente, desequilibra a partida e decide a seu favor. Agora, num jogo de dois times que frequentam a parte debaixo da tabela, só um erro pra decidir. A partida estava 1×1 – Noble abriu o placar pros Hammers num chute cruzado e Ridgewell empatou pro Birmingham – e o West Ham ficou com um à menos, já que Obinna foi expulso, mas não foi esse erro que decidiu, e sim uma falha do goleiro dos Blues. Carlton Cole chutou fraquinho, fraquinho…e Ben Foster aceitou, deixando a bola passar por baixo de seu corpo.

Ainda me lembro do dia que me xingaram no blog porque falei que Foster era fraquinho…Desde a época de Manchester United ele é inseguro, nunca botei fé nele e não vai ser nesta temporada que botarei fé nele.

O que esperar no jogo da volta? Não sei. O Birmingham é uma equipe muito forte jogando no St. Andrews e para mim, surge como o favorito, já que precisa vencer só por 1×0, mas o West Ham – mesmo estando mal na temporada – é um time meio maluco. Consegue fazer grandes atuações e fazer o jogo de sua vida, ora faz atuações patéticas e é humilhado. Acho que dá Birmingham, mas não me surpreenderia vendo os Hammers na final.

Ipswich, 19º colocado do Championship, surpreendeu o gigante Arsenal

O outro jogo foi hoje e dessa vez eu pude assistir, que foi Ipswich Town e Arsenal. Jogo ruim…Os Tractor Boys marcavam bem e não davam espaços nas laterais pros Gunners. Essa falta de espaço prejudicou o futebol de Theo Walcott, que poucas vezes apareceu na linha de fundo. O outro winger, Arshavin, fez uma partida terrível. Não foi a linha de fundo, não se movimentou, enfim, errou tudo que tentou. Demorou pra ser substituído. Fábregas é outro que esteve mal e assim como na temporada inteira, teve lampejos de bom futebol. Na frente, Bendtner foi peso morto. A zaga então…nem se fala.

Enquanto na primeira etapa tivemos poucas chances de gol, diria que quase nenhuma, na etapa final, a bola longa do Ipswich Town começou a atormentar a defesa Gunner. Principalmente o atacante Prinskin, que ficou três vezes com espaço, aproveitando cochilos da zaga. Nas duas primeiras vezes, ele deu bobeira e perdeu, na terceira vez ele não bobeou e mandou pras redes.

Bateu um certo desespero no Arsenal, que teve de correr atrás no marcador mas não conseguiu o resultado. Agora no Emirates Stadium, os Gunners terão de correr atrás do provável recuado Ipswich Town e tentar tirar a desvantagem do placar. Acho que dá Arsenal…mas, vai saber, né?

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Kenny Dalglish ainda não venceu na sua volta ao Liverpool (Reuters)

Mudamos de assunto mas permanecemos na Inglaterra. Blackpool e Liverpool se enfrentaram pela Premier League, era um jogo adiado da 19ª rodada. Os Reds sofreram a derrota de virada. Torres abriu o placar, mas Taylor-Fletcher e Campbell viraram pros Tangerines. Embora a campanha do Liverpool seja irrisória – 13ª colocação, com 25 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento -, devemos valorizar a bela campanha do Blackpool. O elenco é limitado e o gasto com a equipe é baixo, é um dos menores orçamentos da Premier League e mesmo assim, os Tangerines estão na 9ª colocação, com 28 pontos.