Estadão descobre irmãos separados do nascimento na Europa

Calma. Não é jornal sensacionalista ou coisa parecida. É só a constatação de algo que (infelizmente) é comum no nosso país. O erro em dar certas informações sobre jogadores e times europeus.

Quantas vezes você já ouviu falar que tal time é pequeno, sendo que tem vários títulos, que tal jogador é ruim, sendo que a pessoa que fala isso só viu um jogo só do jogador e o pior dos erros, o da informação completamente errada, que não tem nada haver com opinião, e sim com pura e simplesmente notícia, fato e verdade.

Você que tem nojo de erros infantis de gente que certamente não ganha pouco para erros como esse, aconselho que nem veja e nem leia o que vem logo abaixo, que é a notícia do Estadão, que encontrou dois irmãos separados pelo nascimento, Roy e Robbie Keane:

Cuma?

Só espero que quem tenha escrito esta notícia seja um estagiário ou coisa parecida, aliás, deve ter sido pra falar a verdade, porque acho difícil que um jornalista renomado, em sã consciência iria escrever isso sem ao menos consultar alguma fonte… ou será que faria? Mas que não venham com aquela papinho de “distração”, porque isso não é distração, isso é erro. Distração é trocar o Robbie pelo Roy. É erro, mas é aceitável, mas escrever uma coisa dessas é dose.

Se o Robbie e o Roy Keane fossem irmãos só por causa do sobrenome “Keane” e do fato de ambos serem jogadores de futebol, imagina a quantidade de irmãos “Johnson, Traoré, Camará, Rodríguez, Domínguez…”.

Espero não ver erros como esse de novo aqui no nosso querido “Brasil, sil, sil”, até porque isso é normal…….