E o canalha venceu

 

Ronaldo lamenta (AFP)

Nesta semana, criou-se uma grande expectativa para o duelo entre Sporting Gijón x Real Madrid, isso por causa dos técnicos. José Mourinho, treinador dos Merengues acusou Manolo Preciado, técnico dos Rojiblancos de “facilitar” ou “entregar” a partida para o Barcelona rodadas atrás, justamente por colocar vários reservas. Preciado não ficou quieto, e chamou o português de canalha. A partida, por causa dessa polêmica, foi muito agitada e nervosa.

 

Higuaín vibra com o gol (AFP)

Um dos motivos do equilíbrio da partida eram os esquemas espelhados (4-2-3-1). O Sporting jogou com Pablo no gol; Lora na lateral direita e Ángel na esquerda; Botía e Gregory formavam a dupla de zaga; Rivera e Eguren eram os dois volantes; Nacho Novo na direita, Castro na esquerda e Carmelo no centro; Sangoy era o atacante. Já o Real estava com Casillas no gol; Sérgio Ramos na direita, Marcelo na esquerda; Pepe e Carvalho faziam a dupla de zaga; Khedira e Alonso eram os volantes; Ronaldo na direita, Dí María na esquerda e Özil no centro; Higuaín era o centro avante. Durante a semana também, o técnico Preciado havia dito que Mourinho ia sentir o clima ardente no El Molinón, e realmente, o Real foi mais hostilizado que o normal, sem falar que os Rojiblancos mostraram uma vontade além do comum e o jogo teve muitas entradas ríspidas. O Real Madrid foi melhor em termo de finalizações. Criou várias chances e o goleiro Juan Pablo foi o grande responsável pelo placar que não foi elástico. O Sporting incomodava em alguns contra-ataques, principalmente com Sangoy. Só que aos 36 minutos da etapa final, Juan Pablo deu bobeira. Após cabeçada de Benzema, ele soltou nos pés de Higuaín, que mandou para as redes. Botía havia feito uma partida perfeita, com poucos erros, mas foi expulso no fim do jogo, após carrinho forte em Cristiano Ronaldo. A confusão não acabou por aí. As duas comissões técnicas se encontraram no estacionamento e bateram boca, por pouco não saíram no braço. Dizem que Manolo Preciado atirou uma garrafa plástica na comissão e mostrou “os países baixos” a eles, após Mourinho ter feito o gesto com dois dedos, que tem duas interpretações: da vitória do Real, ou da segunda divisão do Sporting. Lamentável! O Real Madrid tem 29 pontos e está na liderança, já o Sporting é o 17º com 10 pontos.

 

Messi fez esse belo gol (Reuters)

O Barcelona passou trabalho contra o Villarreal. O Submarino Amarelo não se intimidou com as 80 mil pessoas que foram ao Camp Nou. O Barça entrou no seu tradicional 4-3-3. Valdés no gol; Dani Alves era o lateral direito e Maxwell o esquerdo; Puyol e Abidal eram os zagueiros; No meio, tínhamos Busquets, Xavi e Iniesta; Pedro, Messi e Villa eram os três atacantes. Já o Villarreal também veio com um esquema tradicional, o 4-4-2. López no gol; Ángel López era o lateral direito e Capdevila o esquerdo; Marchena e Musacchio formavam a dupla de zaga; Bruno e Borja jogavam mais centralizados, Cani estava na direita e Cazorla na esquerda; No ataque, Rossi e Nilmar. Destaque negativo da partida foi a atuação do árbitro Delgado Ferreiro, que segundo o Marca ganhou nota 0, com erros para ambos os lados. O Barça saiu na frente com David Villa, o Villarreal buscou o empate com um belo gol de Nilmar, mas Messi fez dois (o primeiro dele foi um golaço, de cavadinha) e deu a vitória ao Barça. O Barcelona tem 28 pontos e está na segunda colocação, um ponto atrás do líder Real Madrid. O Villarreal tem 23 pontos e está na 3ª colocação, e na próxima rodada tem um confronto direto contra o Valencia.

Ouça os gols de Barcelona x Villarreal

– O Valencia voltou a vencer na Liga BBVA e está de novo no G4. Os Ches venceram o Getafe por 2×0, com um golaço de Tino Costa e outro de Navarro. O Valencia está na 4ª colocação com 20 pontos, já o Getafe está na 11ª colocação, com 13.

Demais Resultados:

Athletic 1-0 Almería
Atlético 3-0 Osasuna
Zaragoza 1-2 Sevilla
Hércules 2-1 R. Sociedad
Racing 0-0 Espanyol
Málaga 1-0 Levante
Mallorca 0-0 Deportivo
Clasificação P.J. P.G. P.E. P.P. G.F. G.C. Ptos
1 R. Madrid 11 9 2 0 28 5 29
2 Barcelona 11 9 1 1 25 8 28
3 Villarreal 11 7 2 2 22 11 23
4 Valencia 11 6 2 3 16 11 20
5 Sevilla 11 6 2 3 18 17 20
6 Espanyol 11 6 1 4 9 13 19
7 Atlético 11 5 2 4 16 12 17
8 Athletic 11 5 1 5 19 18 16
9 R. Sociedad 11 5 1 5 14 14 16
10 Mallorca 11 4 3 4 11 12 15
11 Getafe 11 4 1 6 15 18 13
12 Osasuna 11 3 3 5 11 13 12
13 Hércules 11 3 3 5 11 16 12
14 Racing 11 3 2 6 9 16 11
15 Deportivo 11 2 5 4 8 15 11
16 Málaga 11 3 1 7 15 22 10
17 Sporting 11 2 4 5 10 17 10
18 Almería 11 1 6 4 8 10 9
19 Levante 11 2 2 7 10 19 8
20 Zaragoza 11 1 4 6 11 19 7

 

 

Super Mário Br... ops, Gomez (Reuters)

Após começo ruim, o Bayern de Munich começa a decolar. O time bávaro venceu de novo, já está em 6º, fuçando no cangote dos times que estão indo à Champions League. O vitória nesta rodada foi no duelo contra o Nüremberg, um clássico bávaro.

 

Bayern voltando a subir (AFP)

Louis Van Gaal escalou seu time no 4-2-3-1, com Butt no gol; Lahm na direita, Pranjic na esquerda e no miolo, Demichelis e Van Buyten; No meio, Tymoshchuk e Ottl eram os volantes; Altintop jogava pela direita, Kroos pela esquerda e Schweinsteiger armava; Super Mário era o centro-avante. Já o Nüremberg entrou no conservador 4-1-4-1. Schäfer no gol; Judt na direita e Pinola na esquerda; Nilsson e Wolf na zaga; Simons protegia a zaga; mais à frente tínhamos Ekici, Gündogan, Hegeler e Eigler; Schieber era o único atacante. Na primeira etapa, o Bayern abriu o marcador com Mário Gomez, aproveitando passe de Pranjic. Na etapa final, Lahm de pênalti aumentou e de novo Super Mário Gomez deu números finais. Aos 25 minutos da etapa final, Franck Ribéry voltou aos gramados. Ele substituiu Kroos. Destaques para as atuações dos contestados Pranjic e Mário Gomez, ambos receberam nota 2 da revista Kicker (sendo que a nota é decrescente). Breno, que entrou no decorrer do jogo também foi bem, levando 2,5. O Bayern está na 6ª colocação com 19 pontos, 12 pontos atrás do líder Dortmund. E no próximo fim de semana… Que jogo! Bayer Leverkusen x Bayern de Munich na Bay Arena. O Leverkusen querendo se aproximar da ponta e o Bayern querendo manter a ascensão. O Nüremberg é o 10º colocado com 18 pontos.

– No outro jogo dia, o Hoffenheim confirmou sua irregularidade e perdeu em casa para a boa e surpreendente equipe do Freiburg, 1×0, gol do artilheiro Demba Cissé. Os Hoffes estão na 8ª colocação com 18 pontos, enquanto os Brasileiros de Breisgau estão na 4ª colocação com 21 pontos e na próxima rodada recebe o Borussia Dortmund, outro jogaço!

Classificação

Pos Times Jgs Sg Pts
1 Dortmund 12 22 31
2 Bayer 04 12 7 24
3 Mainz 05 12 7 24
4 Freiburg 12 0 21
5 Eintracht 12 9 20
6 FC Bayern 12 5 19
7 Hannover 12 -6 19
8 Hoffenheim 12 6 18
9 HSV 12 0 18
10 Nürnberg 12 -1 18
11 Werder 12 -8 15
12 Wolfsburg 12 -1 14
13 St. Pauli 12 -7 13
14 Stuttgart 12 3 11
15 1. FCK 12 -7 11
16 Schalke 04 12 -4 10
17 M’gladbach 12 -12 10
18 1. FC Köln 12 -13 8

 

Bereitet euch! Bundesliga startet

Bundesliga

E vai começar mais um dos grandes campeonatos nacionais do mundo, a Bundesliga. O Campeonato Alemão tem ganho no Brasil, fãs e mais fãs com o passar dos anos (eu sou um desses fãs da competição) e após a boa Copa do Mundo que sua seleção nacional apresentou, a competição tem tudo para ganhar mais admiradores. Para começar a nossa prévia, começo com o atual campeão e eterno favorito Bayern de Munich.

FC Bayern de Munich

Não há uma temporada sequer que o Bayern de Munich começe a Bundesliga sem ser um dos grandes ou o grande favorito ao título, e após a bela temporada passada, onde foi campeão da Bundesliga e da Pokal e vice-campeão europeu, a motivação segue lá encima. O Bayern apostará na manutenção da base da temporada passada. Nenhum reforço chegou, apenas jogadores que voltaram de empréstimo. Casos como os de Toni Kroos e Breno, mostram que ambos possam receber oportunidades. O primeiro por seu futebol apresentado no Leverkusen e o brasileiro pela instabilidade de Van Buyten e Demichelis. O Bayern se livrou de algumas tralhas, como Toni, que foi pro Genoa, Lell, pro Hertha Berlin e Rensing, que surgiu como substituto de Oliver Kahn e foi dispensado. Com essa base, obviamente que o Bayern briga pelo título. Não só pelos jogadores de alta qualidade, mas também pelo entrosamento que essa equipe tem. Acho eu que Kroos acrescenta demais a essa equipe, dá uma opção à mais para o treinador Louis Van Gaal. Breno tem futebol para ser titular do Bayern. Van Buyten é um bom zagueiro, não mais do que isso, e o Demichelis não me agrada, é o famoso “jogador de grife”. A principal carência da equipe é a lateral-esquerda. Badstuber era titular por lá, mas pode perder espaço para jogadores como Contento, que fez boa reta final de temporada passada e Alaba, que fez uma boa Euro Sub 19. Braafheid voltou de empréstimo do Celtic e pode encomodar.

Provável time da estreia: Bütt; Lahm, Van Buyten, Badstuber e Contento; Van Bommel, Schweinsteiger, Ribéry, Müller e Kroos; Klose

Quem chegou: Kroos (Leverkusen), Sosa (Estudiantes), Ottl (Nüremberg) e Braafheid (Celtic)
Quem saiu: Niedermeier (Stuttgart), Rensing (Sem clube), Lell (Hertha), Görlitz (Ingolstadt), Toni (Genoa) e Ekici (Nüremberg)
Objetivo: Conquistar o bi-campeonato
Primeiro Adversário: O Wolfsburg, vivendo da temporada 2008/2009
Principal Jogador: O holandês Arjen Robben
Aposta: O lateral esquerdo Contento
Treinador: Louis Van Gaal

Schalke 04

O Schalke 04 vive uma das maiores filas do futebol mundial e perdeu a chance desse título na temporada passada. Só que nessa temporada, o título não deverá vir. Quatro titulares absolutos deixaram a equipe. Westermann foi pro Hamburgo e os brasileiros Rafinha, Kuranyi e Bordon foram para (respectivamente) Genoa, Dynamo de Moscow e Al Rayyan. Para os lugares de Westermann e Bordon, vieram Hoogland e Metzelder. O primeiro só deve ter o trabalho de se acostumar com a pesada camisa do Schalke, já Metzelder terá de voltar a jogar, já que no Real Madrid, além de banco, quando jogava, acabava se machucando. Para o lugar de Kuranyi, veio Raúl. Qualidade ele tem, agora basta saber se ele se adaptará ao futebol alemão, pois é muito diferente do espanhol e talvés nem no Real Madrid ele tenha vivido pressão maior. Os garotos Jendrisek, Uchida e Papadopoulos chegaram aparentemente pra fechar o elenco, mas com as várias saídas, deverão jogar. Honestamente, eu não ponho fé neste time do Schalke. De um tempo para cá, Kuranyi e Rafinha carregavam o time nas costas e junto com Bordon e Westermann, agora, quem chamará pra si a responsabilidade e vai levar o Schalke ao título? Raúl? Farfán? Neuer? É esperar para ver.

Provável time da estreia: Neuer; Uchida, Metzelder, Höwedes e Schmitz; Jones, Rakitic, Jones e Farfán; Edú e Raúl

Quem chegou: Hoogland (Mainz), Metzelder e Raúl (Real Madrid), Jendrisek (Kaiserslautern), Uchida (Kashima Antlers), Papadopoulos (Olympiakos), Escudero (Murcia)
Quem saiu: Mineiro (Sem clube), Reginiussen e Grossmüller (Lecce), Yalin (Goztepe), Bordon (Al Rayyan), Kuranyi (Dynamo de Moscow), Zé Roberto (Vasco), Amsif (Augsburg), Holtby (Mainz), Asamoah e Zambrano (St. Pauli), Westermann (Hamburgo), Sanchéz (Club América), Moravek (Kaiserslautern), Rafinha (Genoa)
Objetivo: Ser campeão
Primeiro adversário: Clássico contra o Hamburgo
Principal Jogador: O antigo “Raúl Madrid”, que deverá virar “Azul Raúl”
Aposta: Lukas Schmitz
Treinador: Félix Mágath

Werder Bremen

Na temporada passada, o Werder Bremen teve de começar sem Diego, que havia se transferido para a Juventus, no periodo 2010/2011, será a temporada “sem Özil”, que se transferiu pro Real Madrid. O time se mexeu pouco. Trouxe poucos jogadores, porém também perdeu pouco. Entre os destaques, está a chegada de Marko Arnautovic, que no Twente se deu bem, mas na Internazionale fracassou. O irmão de Toni Kroos, do Bayern de Munich, Félix Kroos também foi contratado. A saída mais comentada, é claro, foi a de Mesut Özil. O Bremen tem uma defesa sólida, com Mertesacker e Naldo. Frings comanda muito bem o meio-campo e na frente, Pizarro sabe resolver. Marín tem tudo para entrar no time após a saída de Özil, mas a falta de peças de reposição pode complicar a vida de Thomas Schaaf.

Provável time da estreia: Wiese; Pasanen, Prödel, Mertesacker e Fritz; Frings, Bargfrede, Borowski e Hunt; Almeida e Pizarro

Quem Chegou: Arnautovi (Internazionale), Kroos (Hansa Rostock), Schindler (Duisburg), Vranjes (Genclerbirligi)
Quem Saiu: Abdennour (Etoile Sportive), Harnik (Stuttgart), Oerhl (Augsburg), Futács (Ingolstadt), Niemeyer (Hertha), Özil (Real Madrid)
Objetivo: Ser campeão
Primeiro Adversário: O emergente Hoffenheim
Principal Jogador: Torsten Frings. Manda no meio-campo do Bremen
Aposta: Bargfrede
Treinador: Thomas Schaaf

Bayer Leverkusen

O Bayer Leverkusen está sempre chegando, mas nunca ganhando. Para essa temporada, o Werkself conta com o retorno de um de seus grandes ídolos, Michael Ballack, que não renovou seu contrato com o Chelsea e voltou ao clube que lhe deu destaque internacional. Sidney Sam e Damagoj Vida são apostas da diretoria do Leverkusen, que tem muitos garotos, e aí que entra Ballack, sua maturidade pode fazer esse time chegar aonde ainda não chegou. A grande perda é Toni Kroos. Ele estava no Bayer 04 por empréstimo e acabou voltando ao Bayern de Munich. Com essa saída, Renato Augusto pode ganhar mais espaço. Outro que deixou de vez o Leverkusen, mas sem nenhuma falta é Gekas. Ele acertou com o Eintracht. O Bayer Leverkusen vem com uma equipe jovem, promissora e que pode fazer fumaça. O acréscimo de Ballack pode ser importante. Ele tem bagagem e experiência internacional, pode ser o ponto de referência que faltou na temporada passada, onde o título chegou a ficar na mão do Leverkusen.

Provável time da estreia: Adler; Schwaab, Friedrich, Reinartz e Castro; Vidal, Bender, Renato Augusto e Sam; Kiessling e Helmes

Quem chegou: Riise (Nüremberg), Vida (Osijek), Sam (Hamburgo), Balitsch (Hannover), Ballack (Chelsea), Jørgensen (Akademisk BK)
Quem saiu: Kroos (Bayern de Munich), Gekas (Eintracht Frankfurt), Zdebel (Alemania Aachen), Dum (Fortuna Düsseldorf), Hegeler (Nüremberg), Sinkiewicz (Augsburg), Pamic (Freiburg), Petsos (Kaiserlautern)
Objetivo: Título
Primeiro adversário: Duelo complicado contra o Borussia Dortmund
Principal Jogador: Michael Ballack, de volta após oito anos
Aposta: Lars Bender
Treinador: Jupp Heynckes

Borussia Dortmund

O Borussia Dortmund quer voltar a principal competição de clubes da europa e mantém a mesma política dos últimos anos, mesclar jovens e experientes. Para se juntar aos experientes Dede e Kehl, chegam os garotos Kagawa e Lewandowski. O japonês desandou a fazer gols nos amistosos de pré-temporada. Talvéz a perda mais sentida seja do paraguaio Nelson Haedo Valdéz, que preferiu trocar o gigante Borussia Dortmund pelo pequenino Hércules, da primeira divisão espanhola, realmente inexplicável. Não sei se este time do BVB pode ser considerado favorito ao título. Tem um time promissor, com garotos de muito potencial e com jogadores experientes, mas que acabam se contundindo muito. Acredito que o Borussia pode conquistar uma vaga na Liga dos Campeões, porque aí não é exagero considerá-lo como um dos favoritos a essa vaga.

Provável time da estreia: Weidenfeller; Owomoyela, Subotic, Hummels e Schmelzer; Sahin, Kehl, Kuba, Grosskreutz, Kagawa; Barrios

Quem chegou: Fringe (Hertha Berlin), Lewandowski (Lech Pozman), Langerak (Melbourne), Pizsczek (Hertha Berlin), Kagawa (Cerezo Ozaka)
Quem saiu: Sadrijaj (Sem clube), Tinga (Internacional), Ziegler (Stuttgart), Koch (Duisburg), Ünemeier (Energie Cottbus), Valdez (Hércules)
Objetivo:  Vaga na Liga dos Campeões
Primeiro adversário: Recebe o Bayer Leverkusen
Principal Jogador: O matador Lucas Barrios
Aposta: Sobiech
Treinador: Jürgen Klopp

Stuttgart

O Stuttgart vem para essa temporada querendo fazer uma temporada melhor que a última. Mesmo com a sexta colocação, o Die Roten fez um primeiro turno terrível, frequentando a zona de rebaixamento, mas teve um segundo turno quase perfeito, conquistando a vaga na Liga Europa, mas se tivesse feito um primeiro turno bom, poderia ter sonhado mais alto. O clube está sem muito dinheiro e preferiu manter a base e vender o principal jogador de seu meio-campo, Sami Khedira. A principal contratação foi Gentner, que vem fazendo boas temporadas pelo Wolfsburg. Audel, que vinha se destacando pelo Valenciennes, foi contratado. Molinaro estava por empréstimo e foi bem, resultado: Foi contratado oficialmente. O Liverpool emprestou ao Stuttgart o lateral Degen. O Stuttgart deve ficar naquele bloco de times que estarão brigando pela vaga na Liga dos Campeões, mas acho eu, que com as perdas do elenco, a equipe deve ficar com uma vaga na Liga Europa e olhe lá. Mas vale destacar, Christian Gross pegou o acabado time do Stuttgart e levou para a Liga Europa, fez um belo trabalho, por que não conquistar um algo mais?

Provável time da estreia: Ulreich; Degen, Boulahrouz, Niedermeier e Molinaro; Gentner, Kuzmanovic, Gebhart, Träsch; Cacau e Pogrebnyak

Quem chegou: Gentner (Wolfsburg), Élson (Hannover), Niedermeier (Bayern de Munich), Harnik (Werder Bremen), Ziegler (Borussia Dortmund), Audel (Valenciennes), Degen (Liverpool)
Quem saiu: Hleb (Barcelona), Khedira (Barcelona), Madjeck (Rennes), Schieber (Nüremberg), Lanig (Colônia), Hilbert (Besiktas), Osorio (Monterrey), Lehmann (Aposentado), Walch (Kaiserslautern)
Objetivo: Chegar a Liga dos Campeões
Primeiro adversário: O Mainz, da mesma base da temporada passada
Aposta: Sebastian Rudy
Treinador: Christian Gross

Hamburgo SV

Todo ano é a mesma coisa. O Hamburgo aparece com bons elencos, bons jogadores, boas partidas, mas sempre uma crise interna acaba atrapalhando a equipe, esse ano, o HSV espera que não seja assim. Para essa temporada, o Urgestein conta com bons reforços. Vindos do Hertha Berlin, chegam o (muito) bom goleiro Drobný e o meio-campista Kacar. Do Schalke 04 vem Westermann, do Nüremberg, Diekmeier. Do mesmo time, volta de empréstimo o bom atacante camaronês Choupo-Moting. Duas saídas a se destacar no HSV. Marcus Berg, o promissor sueco, foi emprestado ao PSV. Lá ele encontrará o também sueco Toivonen, ambos fizeram uma baita dupla de ataque na última euro Sub 21. Jerome Boateng foi comprado pelo Manchester City. Esse é mais um ano que dá para apostar no Hamburgo, já que tem um bom time, com bons jogadores que se encaixarem, vai encomodar e tem um treinador querendo se afirmar na carreira, que é Armin Veh, mas basta saber se as crises internas não atrapalharam o HSV.

Time provável da estreia: Rost; Demel, Westermann, Mathijsen e Jansen; Jarolim, Zé Roberto, Petric, Pitroipa e Elia; Van Nistelrooy

Quem chegou: Choupo-Moting e Diekmeier (Nüremberg), Drobný e Kacar (Hertha Berlin), Westermann (Schalke), Sowah (Portsmouth)
Quem saiu: Sam (Bayer Leverkusen), Berg (PSV), Arslan (Alemania Aachen), Schulz (FSV Frankfurt), Boateng (Manchester City), Beister (Dusseldorf)
Objetivo: Título
Primeiro adversário: Jogo duro contra o Schalke
Aposta: Tunay Torun
Treinador: Armin Veh

Rapidinhas dos outros times

*O Wolfsburg está montando uma zaga e tanto. Friedrich, ex-Hertha, zagueiro da Seleção da Alemanha e Kjaer, jogou a Copa pela Seleção da Dinamarca e estava no Palermo. O brasileiro Cícero também foi contratado. Martins, que não deu certo nos Lobos, foi pro Rubin Kazan

*No Hoffenheim, o “renomado” goleiro Hildebrand ficou sem clube. O brasileiro Wellington, ex-Naútico, foi emprestado ao Fortuna Dusseldorf

*O Borussia Monchengladbach se mexeu bem. Trouxe o brasileiro naturalizado belga, Igor de Camargo, muito bom meia, tem o famoso “toque diferente”. O zagueiro brasileiro Anderson, que no Brasil só esteve nas categorias de base do Flamengo também foi contratado. Idrissou, que fez boa temporada pelo Freiburg foi contratado. O veterano Neuville, que após seu último jogo pelo M’Gladbach iria se aposentar, mudou de ideia e vai jogar no Arminia Bielefeld.

*O Colônia contratou o desconhecido Andrézinho, brasileiro que estava no Vitória de Guimarães. Maniche acabou acertando com o Sporting.

*O Hannover não renovou o contrato do brasileiro Vinicius, que por enquanto, está sem clube.

*De volta a primeirona, o Kaiserslautern trouxe o brasileiro Rodnei, que pertencia ao Hertha.

*O St. Pauli trouxe o veterano Gerald Asamoah, ex-Schalke e Seleção Alemã.

Jogos da primeira rodada

Sexta

15h30 
Bayern de Munich x Wolfsburg

Sábado

10h30
Hoffenheim x Werder Bremen 
Borussia Monchengladbach x Nüremberg
Colônia x Kaiserslautern
Freiburg x St. Pauli
Hannover x Eintracht Frankfurt

13h30 
Hamburgo x Schalke

Domingo

10h30
Mainz x Stuttgart

12h30 
Borussia Dortmund x Bayer Leverkusen