Le Podcast du Foot #79 | Classificados!

Duas rodadas, duas vitórias e classificação garantida para a França. Os Bleus corresponderam ao favoritismo no grupo C e não deram sopa para o azar na Copa do Mundo ao vencer os jogos contra Austrália e Peru.

Em Le Podcast du Foot, a vitória sobre a seleção de Paolo Guerrero esteve em discussão. O editor Eduardo Madeira recebeu Bruno Pessa, Flávio Botelho e Renato Gomes, que analisaram a vitória sobre os peruanos e projetaram o jogo contra a Dinamarca, na rodada final.

Ouça abaixo:

Se preferir escute no iTunes:

Deschamps quer neutralizar o jogo pelos lados

Deschamps fará duas mexidas na França | Foto: AFP

Depois de uma estreia vitoriosa, mas com atuação decepcionante, a França já encara jogo decisivo contra o Peru, nesta quinta-feira (21), às 12h, pela segunda rodada do Grupo C da Copa do Mundo. Decisivo por poder garantir a classificação antecipada e também por colocar o time a prova contra um adversário que precisará da vitória caso queira manter vivo o sonho de disputar o mata-mata.

Para este jogo, mexidas importantes. Olivier Giroud ingressa no lugar de Ousmane Dembélé e o time volta a ter um centroavante de mais porte físico. Já na faixa central, Corentin Tolisso dá espaço para Blaise Matuidi.

A entrada do jogador da Juventus aponta para o detalhe mais importante da estratégia francesa de Didier Deschamps. A imprensa francesa, incluindo veículos importantes como L’Equipe, RMC e Le Parisien, informa que ele deverá atuar aberto pela esquerda, num 4-2-3-1 que pode variar para um 4-4-2. Com isso, Kyllian Mbappé é deslocado para a direita.

A ideia de Deschamps é nítida: neutralizar o lado direito peruano, forte pelas associações entre Luís Advíncula e André Carrillo, da mesma forma, explorar as fragilidades defensivas de Miguel Trauco no lado oposto com Mbappé – que fatalmente teria dificuldades para conter as subidas do lateral-direito se fosse mantido na posição anterior.

Essa preocupação com o lado direito peruano se faz necessária, especialmente pelo que foi visto na estreia dos sul-americanos contra a Dinamarca. Muitas das jogadas ofensivas do Peru saíram por aquele lado, geralmente com Advíncula aprofundando e Carrillo fechando na área.

O próprio lance do pênalti em cima de Cueva, assinalado pelo VAR, é um exemplo disso, como mostra a imagem abaixo: 

Carrilo se desloca para o centro e abre espaço para um livre para Advíncula acionar Cueva, que seria derrubado por Yurary Poulsen | Foto: SportvA entrada de Matuidi busca brecar essas jogadas. Tendo em vista que Mbappé não tem a recomposição como ponto forte, seria um tanto arriscado deixar Lucas Hernandez exposto a esse tipo de ataque. Matuidi é veloz e tem imposição física, podendo brecar essas ações.

Além disso, a França poderá executar melhor o pressing, tão criticado por Deschamps na estreia. Matuidi fornece mais recursos a pressão e roubada de bola se comparado com Dembélé.

A tendência é que neutralizando essa arma peruana, o adversário francês aposte ainda mais suas fichas em Paolo Guerrero, que deve ser titular. Como bem explicou Joza Novalis, em Le Podcast du Foot, além da qualidade técnica, o atacante serve como um desafogo para o meio de campo, recebendo bolas em profundidade e prendendo os zagueiros para a chegada de outros companheiros de time. Isso já foi explorado na derrota por 1 a 0 contra a Dinamarca, tendo Jefferson Farfán na frente. Com Guerrero, isso deve ser ainda mais utilizado.

Aí é esperar que Raphaël Varane e Samuel Umtiti estejam em dias iluminados para segurarem um Guerrero sedento para mostrar que a luta para disputar o mundial não foi em vão.

Será um jogo estratégico. Frente a frente, uma França precisando mostrar serviço contra um Peru que precisa vencer. Só que diferentemente do que sugere o senso comum, são os franceses que vão entrar para neutralizar os peruanos. E essa é uma bola dentro de Deschamps.

Prováveis formações

Le Podcast du Foot #78 | Prévia da França na Copa

A Copa do Mundo começa no sábado (16) para a França. A partir das 7h (horário de Brasília), os Bleus encaram a Austrália, na estreia do grupo C do torneio.

Le Podcast du Foot não fica fora dessa cobertura. Na edição #78, Eduardo Madeira comanda três materiais especiais projetando tudo que a França pode apresentar no Mundial. Na primeira parte, ao lado de Filipe Papini, do C’Est Le Foot e Brasil Lyonnais, e Renato Gomes, do Footure, analisam os perfis dos convocados por Didier Deschamps.

Já na segunda parte, convidados especiais analisam os adversários do grupo C. Gabriel Pazini, do Goal.com, fala da Austrália, adversária da estreia; Joza Novalis, especialista em futebol sul-americano, comenta sobre o Peru; enquanto Rafael Oliveira, comentarista dos Canais ESPN e realizador do Copa Tática no Lance, trouxe as análises da Dinamarca.

Na terceira – e última – parte, Vinícius Ramos, do blog Ici c’est Paris, e Flávio Botelho, jornalista, projetam os confrontos e o que a França pode apresentar na Copa.

Então, não perca tempo! Dê play abaixo e escute os três programas na edição especial da edição #78 de Le Podcast du Foot: